segunda-feira, 23 de junho de 2008

Casa de Areia e Névoa (EUA,2006,126 mins)
Minha nota: [8,0] -
Por Wendell Borges - 23/06/2008

Comentário (Não leia se não tiver assistido ao filme ainda): A história que começa mostrando o despejo da jovem Kathy (Jennifer Connelly) da casa que herdou dos pais e a saída de uma família iraniana de um luxuoso apartamento já traça um rápido painel dos protagonistas da trama e prepara o terreno para um conflito que vai crescendo até culminar em tragédia. Conflitos familiares, choques culturais, a cobiça e a ira humanas são retratadas em meio à disputa pela casa que dá título ao filme. Casa de Areia e Névoa tem narrativa lenta o que deve aborrecer os espectadores mais impacientes, porém para aqueles que conseguem ir absorvendo tramas mais lentas terá pela frente duas horas de bastante tensão e angústia pois o filme trabalha bem as motivações de ambas as personagens e ficamos perdidos em diversos momentos sem saber ao certo por quem torcer pela posse da casa. Afinal quem é a vítima nessa disputa onde tantos conflitos emocionais estão envolvidos?


A seguir alguns trechos do filme para que eu possa recordar-me ao ler este texto:

1 - No final do filme, após o incidente que matou o filho do Coronel Behrani eu achei que a personagem de Jennifer Connelly também fosse se suicidar, já que seu namorado, o policial Lester fora preso e o coronel havia se suicidado juntamente com a esposa, ela toma um chá (envenenado) e ele usa um saco plástico na cabeça para morrer sufocado.

2 - outra cena bem dramática é quando o coronel Beharani roga a Deus para que poupe a vida de seu filho.

3 - O filme foi adaptado do livro homônimo de Andre Dubus III

Ficha Técnica: House of sand and fog,EUA,2003,126 mins - Direção: Vadim Perelman - Roteiro: Vadim Perelman e Andre Dubus III.
_____________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário