domingo, 15 de junho de 2008

O Orfanato (El Orfanato, Espanha/Mexico,2007, 110 mins)
Minha nota: [7,5] -
Por Wendell Borges

Comentário (Não leia se ainda não tiver visto o filme): O Orfanato conta a história de Laura, mulher que havia sido adotada quando pequena e fora feliz em um orfanato. É neste local que ela decide residir com o marido vários anos depois, ela adota um garoto chamado Simón ( o pequeno e bom ator Rober Príncep) e em meio aos amigos imaginários do filho ela acaba descobrindo que eles não estão sozinhos na casa. Eu gostei do filme, mas infelizmente o clima sombrio é mau aproveitado, a idéia aqui se foi assustar o espectador falhou completamente. Não há aquelas cenas de susto bem armadas de alguns filmes dos cinemas tailandês e Japonês. O filme centra-se mais no jogo psicológico provocado pelas presenças estranhas na casa, os amigos de Infância de Laura, incluindo um garoto que tinha o rosto deformado. O final é singelo e mostra a morte de Laura ao ficar dois dias na casa, acaba indo para o mundo do além para cuidar do filho e dos amigos de infância. O desenho de produção realmente mereceu o prêmio que ganhou no Festival de Goya, incluindo outros seis, veja lista abaixo. Wendell Borges - 15/06/2008

Premiações
- Ganhou 7 prêmios no Goya, nas categorias de Melhor Diretor Estreante, Melhor Desenho de Produção, Melhor Maquiagem, Melhor Direção de Arte, Melhor Roteiro Original, Melhor Som e Melhores Efeitos Especiais. Foi ainda indicado nas categorias de Melhor Filme, Melhor Atriz (Belén Rueda), Melhor Atriz Coadjuvante (Geraldine Chaplin), Melhor Revelação Masculina (Roger Príncep), Melhor Edição, Melhor Figurino e Melhor Trilha Sonora.

Curiosidades
- Foi o representante da Espanha ao Oscar 2008 de melhor filme estrangeiro.

Ficha Técnica: O Orfanato
(El Orfanato, Espanha/Mexico,2007) 110 mins.
_____________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário