sábado, 28 de junho de 2008

Onde os Fracos não tem Vez
Minha nota: [9,0] -

Por Wendell Borges - 28/06/2008

Comentário (Não leia se não tiver assistido ao filme ainda): Não há homens fracos na trama, o que há é um personagem que reflete sobre o agir da maldade no mundo, sobre o comportamento dos jovens e dos assassinos. Afinal, quem é Anton Chigurth? Não é mostrado nada sobre ele a não ser sua frieza em matar as vítimas, onde deixa nas mãos do destino num simples cara ou coroa a tênue linha que separa a vida da morte. O filme é de um tensão constante que só para nas últimas palavras do personagem de Tommy Lee Jones no papel do xerife Ed Tom Bell.

A trama gira em torno de Lllewelyn Moss que pega 2 milhões de dólares numa cena de crime onde vários traficantes foram executados no deserto do Texas, passa então a ser implacavelmente perseguido por uma assassino frio e impiedoso chamado Anton Chigurth (Javier Barden). O xerife Ed Tom Bell passa a investigar o caso e neste interim vai contando vários casos monstruosos acontecidos na região. Eu gosto muito dos filmes dos irmãos Coen e este aqui entra para a lista dos melhores da dupla juntamente com Fargo.

Para finalizar este breve comentário uma ressalva à escolha da equipe técnica em usar sons diegéticos (aqueles originados em seu próprio universo), como o ranger do assoalho, o raspar metálico de uma maleta de couro num duto de aço, o eco de um telefone que toca à distância e uma embalagem se abrindo anunciando um momento de extrema tensão. Um filme obrigatório!!!!

Sinopse: Texas, década de 80. Um traficante de drogas é encontrado no deserto por um caçador pouco esperto, Llewelyn Moss (Josh Brolin), que pega uma valise cheia de dinheiro mesmo sabendo que em breve alguém irá procurá-lo devido a isso. Logo Anton Chigurh (Javier Bardem), um assassino psicótico sem senso de humor e piedade, é enviado em seu encalço. Porém para alcançar Moss ele precisará passar pelo xerife local, Ed Tom Bell (Tommy Lee Jones).

Premiações
- Ganhou 4 Oscars, nas categorias de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator Coadjuvante (Javier Bardem) e Melhor Roteiro Adaptado. Foi ainda indicado nas categorias de Melhor Fotografia, Melhor Edição, Melhor Som e Melhor Edição de Som.

- Ganhou 2 Globos de Ouro, nas categorias de Melhor Ator Coadjuvante (Javier Bardem) e Melhor Roteiro. Foi ainda indicado nas categorias de Melhor Filme - Drama e Melhor Diretor.

- Ganhou 3 prêmios no BAFTA, nas categorias de Melhor Diretor, Melhor Ator Coadjuvante (Javier Bardem) e Melhor Fotografia. Foi ainda indicado nas categorias de Melhor Filme, Melhor Ator Coadjuvante (Tommy Lee Jones), Melhor Atriz Coadjuvante (Kelly Macdonald), Melhor Edição, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Som.


Curiosidades
- O título original é baseado no poema "Sailing to Byzantium", de W.B. Yeats.

- Heath Ledger chegou a negociar sua participação no filme, mas decidiu abrir mão dele para poder descansar um pouco.

- Segundo Tommy Lee Jones os irmãos Coen queriam rodar o filme inteiramente no Novo México, devido aos impostos do estado, mas ele os convenceu a realizarem as filmagens no Texas.

- Os irmãos Ethan e Joel Coen assinam a edição sob o pseudônimo Roderick Jaynes.

Ficha Técnica: No country for old men,EUA,2007 122 mins - Direção e roteiro: Joel e Ethan Coen.
_______________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário