quarta-feira, 30 de julho de 2008

Creepshow 3/Forças do Mal (Creepshow III,EUA,2006,104 mins)
Minha nota: [3,0] -
Por Wendell Borges - 30/07/2008

Comentário (não leia se não tiver assistido ainda ou então leia para que você perca a vontade de assistir): O filme pode ser enquadrado no gênero "Horror-Lixo". Assisti aos dois outros filmes da franquia há alguns anos atrás, Creepshow 1 (1982) com Direção de George Romero e roteiro de Stephen King, e Creepshow 2 (1987) com direção de Michael Gornick e roteiro de George Romero e Stephen King, são filmes divertidos que apresentam antologias com histórias curtas de horror, inspiradas nos quadrinhos da nostálgica editora americana “E.C. Comics” dos famosos contos da cripta (Tales from the crypt,1950). Cerca de vinte anos depois, foi lançado o terceiro exemplar da franquia, sem Romero e King, e o resultado infelizmente foi muito ruim. “Forças do Mal” (Creepshow III) é um lixo em todos os sentidos. São 5 contos ("Alice", "The Radio", "Call Girl", "The Professor's Wife" & "Haunted Dog".) que se interligam com personagens caricatos, tramas absurdas e sem muito ritmo, mas tem algumas cenas com sangue jorrando e algumas tripas, fato este que pode agradar aos fãs do estilo. Estas cinco histórias foram escritas e dirigidas por Ana Clavell e James Glenn Dudelson (da Taurus Entertainment).

Na primeira vemos uma garota irritante chamada Alice (Stephanie Pettee) que odeia seus vizinhos e após ver o pai na sala mexendo no controle remoto sua realidade é alterada e ela vê a família transformada em versões negras e latinas. Em cada transformação da família ela também se transforma, só que a alteração dela é em forma de um monstrengo cheio de feridas e exsudatos inflamatórios pelo corpo todo. No final do conto ela é transformada em um coelho e eis que aparece um tal de Professor Dayton (Emmet McGuire), um velhinho que ela estava tentando pedir ajuda.

No segundo conto um homem chamado Jerry (AJ Bowen) compra um rádio de um velho na rua e o rádio começa a emitir um comando espiritual com voz feminina dando ordens a Jerry, ele rouba o dinheiro de um cafetão do prédio chamado O. Leon (Akil Wingate) e foge com uma das prostitutas dele, acaba levando um tiro dela e no final ela também é morta pelo seu cafetão que por sua vez também tinha um rádio demoníaco.

Se você continua lendo o que estou narrando aqui não se assuste, pois é exatamente isto que você está lendo que irá ver se arriscar assistir à este filme. Na sequência vemos uma garota de programa musculosa chamada Rachael, ela é na verdade uma serial Killer conhecida como "A Assassina em domicílio", ela vai até a casa de um jovem chamado Victor (Ryan Carty), após amarrá-lo em uma cama lhe dá várias facadas, mas este sobrevive pois era na verdade um vampiro monstruoso que acaba matando-a na sequência dos acontecimentos (esta foi talvez a história mais surpreendente do filme).

O 4º conto é novamente com o professor Dayton, dois jovens vão até a sua casa, os mesmos que apareceram rapidamente vendo Rachael chegar na casa de Victor, eles foram convidados pelo professor para conhecer a noiva dele, uma loura bonita chamada Kathy (Bo Kresic), o professor sai para comprar algo e os dois ficam achando que Kathy era na verdade um robô criado pelo professor e acabam esquartejando-a até se darem conta de que ela não era um robô (esta é a sequência mais sanguinolenta de todos os episódios com muito sangue visivelmente falso jorrando pela tela). No episódio final temos um Dr. chamado Farwell (Kris Allen), ele dá um cachorro quente que caiu no chão a um mendigo, o cachorro quente acaba matando o mendigo e o fantasma dele passa a ameaçar o médico. Ainda temos um curto episódio com o casamento do Professor Dayton, ele enfaixou os pedaços da noiva e parece tê-la ressuscitado. Enquanto isto a primeira família de Alice estava no casamento, quando a mãe de Alice sai os outros perguntam ao padre o que fazer com ela, pois esta estava delirando achando que tinha uma filha (lembrando que Alice havia sido transformada em um coelho pelo Professor Dayton no episódio inicial). Quem conseguiu ler este comentário até o fim pode ter ficado curioso para assistir ao filme ou então com tantos absurdos aqui narrados irá fugir e nunca dará uma hora e quarenta minutos de sua vida vendo as aberrações aqui narradas. Ainda mentiram na capa dizendo que as histórias são baseadas em contos de Stephen King, o que não é verdade segundo o que andei lendo sobre a produção. Propaganda enganosa.Fuja!

Ficha Técnica: Creepshow III,EUA,2006,104 mins.
_____________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário