sexta-feira, 11 de julho de 2008

Maria cheia de graça (EUA,2004,101 mins)
Minha nota: [9,0] -
Por Wendell Borges – 11/07/2008

Comentário: Um misto de tensão, drama, reflexão sobre as mudanças, os rumos que a vida pode tomar, com uma interpretação serena e madura, a atriz Catalina Sandino Moreno (considerada pela revista People como uma das 50 mulheres mais bonitas do mundo e foi a primeira atriz colombiana a receber uma indicação ao oscar) faz o papel da jovem Maria, desesperada com sua situação na Colômbia decide participar de um programa perigoso, mas atrativo financeiramente. Para não entregar muito da trama, pois acredito que não saber muito sobre o que irá se passar ajuda em algumas surpresas e acaba tornando o filme mais interessante deixo para comentar outros detalhes nas anotações feitas abaixo só para quem já viu o filme. O que posso adiantar no comentário é que Maria cheia de graça é daqueles filmes que te faz sentir como o cinema é a arte da emoção, principalmente quando trabalhos como este surgem para dar um sopro na arte de fazer filmes. Belo trabalho do diretor Joshua Marston, formado em ciência política e cinema, levou 5 anos para terminar este trabalho bastante premiado em diversos festivais.

Anotações para quem já viu o filme (Wendell Borges)

1 – Um dos momentos mais tensos do filme é quando Maria é presa no aeroporto e graças à gravidez escapa de ser presa, pois os policiais não tiram Raio X de quem está grávida.

2 – Outro grande momento é quando ela passa pasta na droga ainda no avião para voltar a engolir, o brilhantismo da atriz ajuda a dar um realismo todo especial ao filme.

3 – Gostei bastante do final, ela tomando a decisão de encarar a vida nos Estados Unidos, tudo ficou em aberto, deixando seu futuro nas mãos da imaginação do espectador.

Sinopse: Aos 17 anos, Maria (Catalina Sandino Moreno) vive numa pequena localidade ao norte de Bogotá, na Colômbia. Ela e sua amiga Blanca (Yenny Paola Vega) trabalham em uma grande plantação de rosas, retirando espinhos e amarrando as flores, tarefa entediante que obedece a regras rígidas. As únicas diversões de Maria são o namoro com Juan (Wilson Guerrero) e as festas na praça do lugarejo. Certo dia, pouco depois de descobrir que está grávida, ela se envolve numa discussão e é demitida. Decidida a melhorar de vida e tentar a sorte na cidade grande, a jovem aceita a oferta de um conhecido: transportar heroína para Nova York em seu próprio estômago.


Premiações
- Recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz (Catalina Sandino Moreno).

- Ganhou o Urso de Prata de Melhor Atriz (Catalina Sandino Moreno) e o Prêmio Alfred Bauer, no Festival de Berlim.

- Ganhou o prêmio de Melhor Filme - Voto Popular, no Sundance Film Festival.

- Ganhou 2 prêmios no Independent Spirit Awards, nas categorias de Melhor Atriz (Catalina Sandino Moreno) e Melhor Roteiro de Estréia. Recebeu ainda outras 3 indicações, nas categorias de Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Atriz Coadjuvante (Yenny Paola Vega).

- Recebeu uma indicação ao European Film Awards de Melhor Filme Não-Europeu.

- Ganhou o Grande Prêmio Especial, o Prêmio do Público e o Prêmio da Crítica, no Festival de Deauville.

- Ganhou o prêmio de Melhor Atriz (Catalina Sandino Moreno), no Festival de Seattle.


Curiosidades
- Filme de estréia do diretor Joshua Marston e da atriz Catalina Sandino Moreno.

- Foi indicado como representante da Colômbia para a disputa do Oscar de melhor filme estrangeiro, mas sua inscrição não foi aceita pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.
- Exibido na mostra Première Latina, no Festival do Rio 2004.
---------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário