segunda-feira, 7 de julho de 2008

Suspiria

Suspiria (1977,Italia)
Minha nota: [7,5] -
Por Wendell Borges - 07/07/2008

Comentário: O diretor Dario Argento, Italiano nascido em Roma, é o que podemos chamar de um diretor "cult" devido a muitos filmes consagrados pelos fãs do gênero terror. Filho do produtor de cinema Salvatore Argento e da modelo brasileira Elda Luxardo, Argento começou sua carreira como crítico de cinema e roteirista, escreveu ao lado de Bernardo Bertolucci o clássico filme de faroeste "Era uma vez no oeste" dirigido por Sergio Leone. Em 1970 estréia na direção com "O pássaro das plumas de cristal" e de lá pra cá dirigiu diversos outros filmes, incluindo este Suspiria em 1977 com a participação da atriz Jessica Harper(ela foi uma das namoradas de Woody Allen no filme Memórias). Suspiria é um tipo de terror que com certeza não vai assustar o espectador do século XXI acostumado com filmes de extrema violência gráfica e com mais refinamento técnico proporcionados pela tecnologia atual e logicamente pelo desenvolvimento da arte cinematográfica em sim, o que não implica dizer que o filme não tenha seus méritos, a fotografia é belíssima, utilizando bem o colorido dos cenários e mesclando tons em verde e azul com o negro das sombras, além disto temos o clima de mistério que perdura até o fim, apesar de que em muitos momentos percebemos a precariedade dos efeitos e ao mesmo tempo sentimos o talento da equipe que utiliza com criatividade os poucos recursos. A trama é simples, Susy Bannion (Jessica Harper) é uma bailarina americana que chega até uma academia Russa para especializar-se e lá descobre que uma antiga estudante foi assassinada e que algo de muito misterioso paira no lugar. A narrativa do filme é lenta para os padrões atuais o que exige uma certa paciência do espectador, porém o fã de cinema, principalmente aqueles que curtem o cinema italiano de Horror ao estilo Mario Bava e Lucio Fulci certamente saberá apreciar os bons momentos do filme e irá se divertir com a trama. Destaques para a cena inicial do filme, o primeiro assassinato e a cena do morcego com Susy Bannion.


ALGUMAS ANOTAÇÕES FEITAS DURANTE O FILME (NÃO LEIA SE NÃO TIVER VISTO O FILME AINDA)


1 - A academia foi fundada em 1895 por uma imigrante grega que diziam ser uma bruxa, seu nome era Helena Markus (também conhecida como A Rainha negra). O psquiatra Frank Mandel que Suzy Bannion procura para saber de sua amiga Sara lhe conta toda a história por trás da academia de balé. " O azar não está em espelhos quebrados, mas em mentes despedaçadas."
2 - O ator Rudolf Schundler interpreta o prof. Milius que escreveu um livro chamado "Paranóia ou Magia" e conversa com susan sobre o assunto.
3 - O close no sanitário quando Suzy joga a comida nele e na pia com o vinho que mais parece sangue talvez sejam referências do diretor para mostrar o universo fictício, quase como se disesse, ei, isto é só uma ilusão.
4 - A cena do morcego que começa bem tosca mas termina com um bom efeito no espectador, causando um sentimento de repulsa.

Ficha Técnica: (Suspiria - In den Kralen des Bosen, Itália / Alemanha, 1977). Seda Spettacoli, 98 minutos Direção: Dario ArgentoRoteiro: Dario Argento e Daria Nicolodi, baseados no livro "Suspiria de Profundis", de Thomas De Quincey (não creditado). Produção: Claudio ArgentoProdução Executiva: Salvatore ArgentoFotografia: Luciano Tovoli Música: Dario Argento e do grupo de rock progressivo Goblin, formado por Agostino Marangolo, Massimo Morante, Fabio Pignatelli e Claudio Simonetti.Edição: Franco FraticelliEfeitos Especiais: Germano NataliDesenho de Produção: Giuseppe Bassan - Elenco: Jessica Harper (Suzy Bannion), Stefania Casini (Sara), Flavio Bucci (Daniel), Miguel Bosé (Mark), Barbara Magnolfi (Olga), Susanna Javicoli (Sonia), Eva Axén (Patty Hingle), Rudolf Schundler (Prof. Milius), Udo Kier (Dr. Frank Mandel), Alida Valli (Srta. Tanner), Joan Bennett (Madame Blanc), Jacopo Mariani (Albert), Giuseppe Transocchi (Pavlo), Renato Scarpa (Prof. Verdegast), Margherita Horowitz, Fulvio Mingozzi, Franca Scagnetti, Serafina Scorceletti.


Uma pequena biografia do diretor de Suspiria.

Dario Argento (Fonte Wikipedia)
Nascimento 7 de Setembro de 1940 - Roma - Nacionalidade Itália - Ocupação Cineasta

Dario Argento (nascido a 7 de Setembro de 1940 em Roma, Itália) é um realizador, produtor e argumentista conhecido pelos seus trabalhos no género do giallo e pela sua influência no cinema de terror moderno. É pai da actriz Asia Argento.

Sobre o termo Giallo (Fonte Wikipedia): “Giallo” é um estilo de filme que fez sucesso nos anos 70 e fim dos 80, onde foram produzidos centenas de filmes com o tema. Até hoje sobrevive principalmente nas mãos do diretor italiano Dario Argento. Existem livros policiais de mistério na Itália que tinham a capa amarela. Quando começaram a produzir filmes sobre assassinos em séries sendo perseguidos por espertos detetives, a associação com os livros foi inevitável, nascia então um novo estilo na cinematografia italiana, chamado “Giallo”. A maioria dos “giallos” são parecidos, sempre existe um assassino em série (que geralmente é mostrado somente no final, durante a projeção vemos apenas suas mãos vestidas com luvas pretas de couro), um detetive que está na cola desse assassino e mortes chocantes, principalmente de mulheres (sempre com cenas de perseguição antes do ato), e exposição de corpos nús total ou parcialmente. O “giallo” foi muito importante para o gênero do terror. A maioria dos diretores italianos teve sua estréia cinematográfica com “giallos”, produzindo filmes magníficos que sempre exageravam no sangue. Foi tão popular em sua época que chegou a originar o termo “slasher” (serial killer que persegue adolescentes), tão comum nos filmes de terror dos anos 80 e 90, mas sem o mesmo charme e violência. Também originou o termo gore.

_____________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário