quarta-feira, 23 de julho de 2008

Vozes do Além (White Noise,EUA,2005)
Minha nota: [4,0] -
Por Wendell Borges - 23/07/2008

Comentário: Um dos piores filmes da carreira de Michael Keaton.

Os americanos ainda tem muito o que aprender com os orientais em matéria de filmes que envolvem espíritos e sustos. O roteiro é fraco, os atores parecem entender a bobagem na qual se envolveram e o filme é bocejante.

Vozes do além não emplaca em nenhum momento e tenta a todo custo dar sustos fáceis no espectador, mas parece que a equipe se esqueceu que é necessário criar um clima propício para isso, se o clima não for bem montado, bem estruturado, a coisa não funciona.

O tema abordado é a EVP (Eletronic Voice Phenomena), ou seja, imagens e sons de pessoas mortas podem ser registrados em aparelhos eletrônicos. Até aí tudo bem, o triste fato é que a trama envolvendo o arquiteto Jonathan Rivers (Michael Keaton) e sua esposa, a escritora Anna Rivers (Chandra West) é risível. Ela desaparece após um acidente de carro, um homem gordinho chamado Raymond Price (Ian McNeice) aparece para Rivers dizendo que a esposa dele está morta e lhe entrega um cartão. Rivers o procura e ele mostra toda a sua pesquisa em EVP e diz que irá ajudá-lo a fazer contato com a esposa.

Daí por diante o filme é um festival de bobagens que irão fazer a maioria dos espectadores bocejar ou então rir das cenas ridículas.

Sinopse: EVP (Eletronic Voice Phenomena) é o fenômeno que diz que, caso um rádio esteja mal sintonizado, pode-se ouvir vozes do além, sendo que caso isto ocorra com uma TV pode-se ver rostos de pessoas já falecidas. Jonathan Rivers (Michael Keaton) é um arquiteto que enviuvou há pouco tempo, com sua esposa tendo falecido de forma misteriosa. Quando lhe é oferecida a oportunidade de entrar em contato com ela usando o método do EVP, Jonathan inicialmente recusa mas, esperançoso com a possibilidade de reencontrá-la, acaba aceitando. O que ele não contava era que a situação fugisse do seu controle.

Ficha Técnica: White Noise,EUA,2005,98 mins. Direção: Geoffrey Sax
_____________________________________________________________________

Um comentário:

  1. Quando assisti a este filme, eu juro que fiquei intrigada. Me assustei em vários momentos e achei um filme de suspense um pouco acima da média.

    Mas, as continuações desse filme, por exemplo, são terríveis!

    ResponderExcluir