sábado, 15 de novembro de 2008

Barry Lyndon (Reino Unido,1975,184 min)
Minha nota: [10,0] -
Por Wendell Borges - 15/11/2008

Comentário: Vencedor de 4 Oscars: Melhor Fotografia, Melhor Direção de Arte, Melhor Figurino e Melhor Trilha Sonora, esta obra-prima de Stanley Kubrick (1928-1999) tem bom ritmo, consegue segurar a atenção do espectador durante 3 horas, coisa rara em filmes de duração muito longa, tem excelentes atuações do elenco, com destaque para Ryan O'Neal, no papel de Barry Lyndon, Marisa Berenson como a condessa Lyndon e Leon Vitali como Lord Bullingdon.

Destaque também para a fotografia, merecidamente premiada com o oscar e o figurino impecável, com roupas que realmente foram feitas no século XVIII, recursos que abrilhantaram a direção elegante de um dos maiores gênios que a sétima arte já teve.

Kubrick vivia a sua paixão pelo cinema com uma intensidade esfuziante. Faleceu em 1999 aos 70 anos de causas naturais. Abaixo destaco algumas curiosidades e várias anotações que fiz de passagens do filme. Acredito que nestas anotações há referências de todos os principais momentos de Barry Lyndon.

Curiosidade

As três esposas de Kubrick:
1ª Toba Kubrick (28 Maio 1948 - 1951) (divorciado)
2º Ruth Sobotka (15 Janeiro 1955 - 1957) (divorciado)
3ª Christiane Kubrick (14 Abrill 1958 - 07 Março 1999) (até a morte) 3 filhos


Alguns atores de Barry Lyndon que já faleceram:
Patrick Magee (O Chevalier) 1922-1982
Marie Kean (a mãe de Barry) 1918-1993
Godfrey Quigley (Capitão Grogan) 193-1994

Anotações para quem já viu o filme (Wendell - Notes)
Várias anotações feitas enquanto via o filme, algumas com alguns comentários.

1 - Primeira Parte - Na qual Redmond Barry adquire o título de Barry Lyndon
2 - O pai de Barry morreu num duelo de pistolsas resultante da compra de alguns cavalos.
3 - A mãe de Barry, viúva, recusou todos os pedidos de casamento dedicando-se à criação dele.
4 - Nora Bradley,a prima de Barry, seu primeiro amor, esconde uma fita nos seios e pede a ele que procure a fita podendo colocar a mão onde quiser para achá-la.
5 - Barry fica com ciúmes de Nora porque ela dançou com o capitão Quin. Ele fica uma semana sem falar com ela por causa da discussão que tiveram depois.
6 - Este é o meu brinde ao capitão Jack Quin. (irritado com o anúncio do noivado entre Jack e Nora, Brad joga a sua taça no rosto de Jack)
7 - Um trato de 1.500 libras por ano é o que receberá o tio de Redmond por ter sua filha casada com Jack Quin. "Quin prometeu pagar as 4 mil libras que preocupam o seu tio"
8 - Após matar Quin num duelo de pistolas, Barry tem que viajar para se esconder dos meirinhos (correspondente ao oficial de justiça de hoje)
9- O capitão Feeney e seu filho Seamus abordam Barry na floresta e o obrigam a descer do cavalo. Feeney rouba o cavalo e os vinte guinéus de ouro que Barry carregava, e então ele segue a pé para Dublin.
10 - Rei George e Inglaterra para sempre!! (Um jovem soldado recrutador)
11- Sr. Toole, um soldado que zomba de Barry quando ele reclama que sua caneca estava engordurada. Um outro soldada fala para ele que a mulher de Toole bate nele e Barry então começa a provocá-lo para vingar-se da humilhação.
12 - Barry e Toole começam a brigar após os soldados fazerem uma roda e prepararem a luta. Barry dá uma surra em Toole e é carregado pelos soldados.
13 - O Capitão Grogan, padrinho de Barry em sua luta de pistolas com Quin o avista após um mês de treinamento. Quando outras tropas estavam se reunindo para uma batalha na Alemanha.
14 - A bala com que o feriu não o mataria, era feita de estopa. (Grogan revela para Barry que John Quin estava vivo e havia se casado com Nora, pois a bala com que Barry o ferira era feita de pano. Ele fora enganado)
15 - Só mesmo um grande filósofo ou historiador para explicar as causas da Guerra dos sete anos para a qual o regimento de Barry estava a caminho. Basta dizer que Inglaterra e Prússia eram aliadas em guerra contra França,Suécia, Rússia e Austria. A primeira batalha de Barry foi só uma escaramuça (combate de pequena importância) contra uma retaguarda francesa.
16 - Beije-me rapaz, pois nunca mais nos veremos. (Grogan é beijado na boca por Barry depois de ser baleado no confronto, Barry o retirara do campo de batalha e o levara para um lugar seguro na floresta. Grogan ainda revela que havia perdido 100 guinéus no jogo e que só teria outros 100 para deixar para ele.)
17 - "Freddie, espero que não se zangue comigo". (dois soldados homossexuais tomam banho em um lago enquanto Barry observa a conversa - "Jonathan, não seja bobo! está fazendo tanto mistério" Jonathan revela que terá que partir por duas semanas até Bremen para levar despachos importantes para o príncipe Henry. "Pontersby acha que sou o único que pode fazer esta viagem" - Barry então vê a oportunidade de escapar da guerra sem ter que desertar.
18 - Barry gostou de ver o uniforme azul e branco da Infantaria Prussiana. Sua intenção era ir para a Holanda, único país neutro da Europa naquela época.
19 - Tenente Jonathan Fakenham, é o nome que Barry diz chamar-se à jovem chamada Lischen que ele aborda pedindo comida. Ela tem um filho chamado Peter e diz que o marido foi para a guerra e não voltou mais. Quando Barry se despede Lischen o chama de Redmond, seu verdadeiro nome que ele parece ter revelado, mesmo não tendo sido mostrado.
20- Barry se apresenta ao capitão Potzdorf. Barry se apresenta como Jonathan Fakenham do regimento Gale. O capitão avisa a Barry que ele estava indo para o lado errado, Bremen ficava para o lado oposto de onde ele se dirigia. Quando Barry lhe mostra os documentos ele diz que irá lhe dar um mapa, comida e abrigo.
21 - Quando Barry estava conversando com Potzdorf em um bar, ele pergunta a Barry a quem ele vai entregar os documentos. Barry mente dizendo que entregará os documentos a Percival Williamson. Potzdorf então se levanta e diz que ele está preso por ser um desertor e um mentiroso. Diz que seu tio é embaixador em Berlim com o ridículo nome de O'Grady. Barry então é obrigado a alistar-se como voluntário no exército prussiano.
22 - Barry salva a vida de Potzdorf quando este ficara preso por debaixo de uma viga. A Batalha de Audorf é citada e Barry ganha condecoração por ter salvo a vida de Potzdorf. Barry ganhou dois fredericos de ouro.
23 - Há um cavalheiro em Berlim a serviço da imperatriz da Áustria. Ele se intitula o Chevalier de Balibari. Parece que ele é jogador profissional. É um libertino. Gosta de mulheres, boa comida, é refinado, cortês. Fala tanto francês quanto alemão mas acreditamos que esse "Sr. de Balibari" é nativo de seu país, a Irlanda. E que veio para cá como espião.
24 - Barry aceita a missão para tentar descobrir se Balibari é ou não espião. Ele se apresenta como sendo Lazlo Zilagy. (O sr. de Quellenberg o recomenda) Barry confessa que tinha sido mandado por Potzdorf para espioná-lo e os dois ficam amigos. Barry então passa a inventar falsos relatórios sobre Balibari.
25 - E assim, sem documentos ou passaporte e vigiado por dois soldados prussianos Barry foi levado até a fronteira para a Saxônia e a liberdade. O Chevalier havia atravessado a fronteira na noite anterior. Graças a essas circunstâncias Barry estava livre de novo e começou a trabalhar como jogador, resolvido de uma vez por todas, a viver como um cavalheiro. (Barry havia se disfarçado de Chevalier) Logo, ele e o Chevalier forem recebidos em todas as cortes e entraram rapidamente na melhor sociedade onde o jogo era prestigiado e os mestres dessa ciência eram sempre bem-vindos.
26 - 5 anos no exército e uma considerável experiência de mundo já haviam dispersado qualquer idéia romântica do amor que Barry havia tido. E ele começou a pensar, como muitos outros antes dele em se casar com uma mulher rica e de posição. E, como costuma acontecer esses pensamentos coincidiram com o aparecimento da dama que teria papel considerável no drama de sua vida: a condessa de Lyndon, viscondessa da Inglaterra, baronesa da Irlanda. Mulher de vasta riqueza e grande beleza. Ela era esposa do ilustre sir Charles Reginald Lyndon, Cavaleiro de Bath e ministro de George III em várias cortes da Europa.Aleijado, numa cadeira de rodas, consumido pela gota e uma série de doenças. O capelão da senhoria, Sr. Hunt, era tutor do filho dela , o pequeno visconde Bullingdon. Um garoto melancólico muito ligado à mãe.
27 - 06 horas após conhecer Barry Lyndon, a condessa estava apaixonada por ele. Barry fala com Charles Lyndon que o capelão da senhoria o apresentou a ela para que ele tivesse aconselhamentos religiosos, já que a condessa era entendida no assunto. Charles gargalha após ouvir esta resposta de Barry. Faleceu em um Spa na Bélgica Sir Charles Lyndon, Charles morre após a conversa com Barry de um ataque cardíaco.

INTERVALO

CONTENDO UM RELATO DOS INFORTÚNIOS E DESGRAÇAS QUE OCORRERAM COM BARRY LYNDON

28 - Um ano depois, no dia 15 de junho de 1773 Redmond Barry teve a honra de levar ao altar a condessa de Lyndon. A cerimônia foi realizada pelo reverendo Samuel Runt, capelão da Senhoria.
29 - Bryan Patrick Lyndon, é o nome do filho que Barry tem com a condessa.
30- A condessa e seu filho Bullingdon flagram Barry se beijando com uma criada nos jardins.Lady Lyndon tinha temperamento melancólico e emotivo e, abandonada pelo marido, raramente estava feliz. Barry fazia orgias com outras mulheres enquanto ela cuidava da educação de seus filhos.
31 - Barry dá 6 varadas nas costas de Bullingdon por ele tê-lo desrespeitado ao não beijá-lo na presença de outros homens que estavam na sala com Barry. Bullingdon crescia e seu ódio por Barry só aumentava. No oitavo aniversário de Bryan, um show de mágica.
32 - Barry conversa com Lorde Hallam para providenciar sua requisição de um título. Barry segue os conselhos de sua mãe, caso a condessa morresse toda a herança iria para Bullingdon. Barry então teria sua vida de luxo ameaçada pelo ódio de Bullingdon. A luta pelo título foi um dos piores negócios de Barry.Ele fez grandes sacrifícios para conseguí-lo. Ele distribui dinheiro aqui e diamantes ali. Comprou terras por 10 vezes o seu valor e comprou quadros e artigos de valor a preços absurdos.
33- Este é de Ludovico Cordi um discípulo de Alessandro Alori. É datado de 1905 e mostra a adoração dos reis magos. (Barry comprando um caríssimo quadro)
34 - Bully (Bullingdon) estava estudando na mesma sala com Bryan e se irrita quando ele o perturba por causa de um lápis. Barry flagra Bully batendo em Bryan e volta a lhe dá varadas. Mesmo ele já quase um adulto. Bully ameaça matar Barry se ele enconstar a mão nele novamente.
35 - Bullingdon humilha sua mãe e Barry diante de todos contando coisas íntimas da relação deles e do ódio que sente pela grosseria com que Barry o trata e também por causa de sua família pobre, Barry cheio de ódio parte para cima dele e é segurado por outros homens para não matá-lo. Esta atitude de Barry o fez cair em desgraça diante dos condes e as histórias de sua tirania para com o afilhado ganhou a Europa trazendo-lhe repúdio dos nobres.
36 - Bryan anda em cima da pônei chamada Júlia e pede ao pai que lhe compre um cavalo. Barry tinha seus defeitos, mas era um bom pai para Bryan. Barry compra um cavalo por 80 guinéus para dar de presenta a Bryan no seu aniversário. Bryan desobedecesse e vai até a fazenda olhar o cavalo que iria ganhar de presenta na terça-feira e então acaba caindo do cavalo e se machucando.
37 - Após a morte de Bryan, Barry começa a beber sem parar e a condessa fica perturbada entregando-se à religiosidade. A mãe de Barry fica encarregada de cuidar do castelo e demite o reverendo Hunt. A condessa tenta suicidar-se tomando veneno.
38 - Lorde Bullingdan volta para desafiar Barry para um duelo. Ele ganha no cara ou coroa escolhendo cara e tem a oportunidade de atirar primeiro. Quando vai engatilhar a arma Bullingdan dispara o tiro a esmo e diz que a arma está com defeito, mas agora perdeu a chance e Barry tem a oportunidade de atirar. Porém, Barry atira no chão, Bullingdon tem nova oportunidade de atirar e diz não estar satisfeito com a atitude de Barry, então desta vez ele não erra, acerta um tiro na perna de Barry que é encaminhado para um médico. A bala destruiu o osso abaixo do joelho e rompeu a artéria. A menos que eu a ampute, não há como evitar uma hemorragia. Bullingdon oferece 500 guinéus anuais vitalícios para que Barry deixe a Inglaterra, caso ele resolva ficar será preso por causa de suas dívidas. Barry aceita e volta para a Irlanda com a mãe para se recuperar. Barry reassumiu sua ex-profissão de jogador sem o antigo sucesso. Ele nunca mais viu Lady Lyndon.
Pagar a Redmond Barry a anuidade de 500 guinéus

Epílogo: Foi no reinado de George III que os personagens citados viveram e brigaram, bons ou maus, bonitos ou feios, ricos ou pobres, agora são todos iguais.

Outras Curiosidades
- Inicialmente Stanley Kubrick havia decidido por rodar as cenas de Barry Lyndon na Irlanda, mas teve que mudar os sets de filmagens para a Inglaterra pelo fato de seu nome ter sido incluído na lista de alvos do IRA, pelo fato de dirigir um filme sobre soldados ingleses na Irlanda.
- O diretor Stanley Kubrick optou por não utilizar luzes artificiais nas cenas noturnas de Barry Lyndon. Deste modo, foi utilizada uma lente especial que conseguia rodar cenas à noite precisando apenas da luz de uma simples vela.
- O figurino de Barry Lyndon, que inclusive ganhou o Oscar, é formado por roupas realmente confeccionadas no século XVIII.

Premiações
- Ganhou 4 Oscars: Melhor Fotografia, Melhor Direção de Arte, Melhor Figurino e Melhor Trilha Sonora. Recebeu ainda outras 3 indicações: Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Roteiro Adaptado.
- Recebeu 2 indicações ao Globo de Ouro: Melhor Filme - Drama e Melhor Diretor.

Sinopse: No século XVIII, um aventureiro irlandês, por ter transgredido a lei, é obrigado a deixar seu país e tornar-se espião, soldado e jogador. Mas seu principal objetivo é chegar até a aristocracia através do casamento e consegue, mas, apesar de um período de felicidade, um triste destino o aguarda.

Elenco: Ryan O'Neal (Barry Lyndon) - Marisa Berenson (Lady Lyndon) - Hardy Krüger (Capitão Potzdorf) - Steven Berkoff (Lorde Ludd) - Gay Hamilton (Nora Brady) - Marie Kean (Mãe de Barry) - Murray Melvin (Reverendo Samuel Runt) - Frank Middlemass (Sir Charles Lyndon) - André Morell (Lorde Wendover) -Diana Körner (Garota alemã) - Patrick Magee (O Chevalier).

Ficha Técnica: Título Original: Barry Lyndon - Gênero: Drama - Tempo de Duração: 183 minutos - Ano de Lançamento (EUA): 1975 - Estúdio: Hawk Films / Peregrine / Polaris - Distribuição: Warner Bros. - Direção: Stanley Kubrick - Roteiro: Stanley Kubrick, baseado em livro de William Makepeace Thackeray - Produção: Stanley Kubrick - Música: Leonardo Rosenman e The Chieftains - Direção de Fotografia: John Alcott - Desenho de Produção: Ken Adam - Direção de Arte: Roy Walker - Figurino: Milena Canonero e Ulla-Britt Söderlund - Edição: Tony Lawson.
___________________________________________________________________________________________

3 comentários:

  1. Quando vi esse filme pela primeira vez, ainda era bem nova e confesso que não entendi nada.
    Depois aluguei para ver novamente e fiquei fascinada.
    Realmente, a fotografia e os figurinos são sensacionais.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  2. Este é um clássico que sempre vejo nas prateleiras das locadoras e que tenho certo desejo em assistir, mas nunca o faço. Vamos ver se na minha próxima visita as locadoras eu não me anime.

    ResponderExcluir
  3. Ta na minha lista de obrigações. Afinal, todo Kubrick é obrigatório.

    Ciao!

    ResponderExcluir