quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Farrapo Humano (The Lost Weekend, EUA,1945,101 mins)
Minha nota: [10,0] -
Por Wendell Borges: 20/11/2008

Comentário: Este filme do consagrado diretor austríaco Billy Wilder (1906-2002) ganhou 4 Oscars, nas categorias de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator (Ray Milland) e Melhor Roteiro Adaptado (o roteiro foi escrito por Charles Brackett e Billy Wilder, baseado em livro de Charles R. Jackson) e foi ainda indicado em outras 3 categorias: Melhor Fotografia em Preto e Branco, Melhor Trilha Sonora e Melhor Edição.

O filme narra o drama vivido pelo alcóolatra Don Birnem (Ray Milland), um aspirante a escritor que não consegue largar o vício pela bebida. Ajudado pelo irmão Wick Birnem (Phillip Terry) e pela namorada Helen St. James (Jane Wyman), Don começa a pensar em suicídio. O filme é realmente uma obra-prima, merecidamente premiada com os oscars de melhor filme, diretor, ator e trilha sonora, todos estes componentes em sintonia fazem deste filme um dos mais conceituados dramas que abordam o alcoolismo. O irmão de Don acaba desistindo após 6 anos lutando com o irmão para que este largue o vício e a única esperança de Don reside no verdadeiro amor que sua namorada sente por ele. Um angustiante drama, com um elenco afiado e uma trama que prende a atenção do início ao fim.

Obs: Charles Brackett, roteirista de Farrapo humano faleceu em 1969 aos 76 anos. O ator Ray Milland (1905-1996) faleceu em 1996 aos 91 anos de câncer no pulmão. Jane Wyman (1917-2007) faleceu em 2007 por complicações da artrite e da diabetes. Phillip Terry (1909-1993) faleceu em 1993 de Pneumonia.

Obs 2: Perdeu o oscar de melhor fotografia em preto e branco para o filme O Retrato de Dorian Gray de Albert Lewin, a trilha sonora foi para o filme Quando fala o coração de Hitchcock. A melhor edição ficou para National Velvet de Clarence Brown.

Anotações para quem já viu o filme (Wendell - Notes)

1 - Melhor levar isso Don (Ray Milland), vai fazer frio na fazenda. (o irmão de Don logo no início do filme prepara uma viagem para ajudar Don na sua luta contra o vício.
2 - Como a velhinha da limpeza sabia que os 10 dólares estavam escondidos dentro do açucareiro? (nesta cena, após o irmão de Don ir ao teatro com Gloria, ele recebe a visita da faxineira e ela revela que o irmão dele havia deixado dez dólares dentro do açucareiro)
3 - Don fala com a belíssima Gloria (Doris Downling) no bar após tomar uma Rye.
4 - Wick Birnem abandona o irmão e parte para a viagem. A namorada fica para ajudá-lo.
5 - Ao voltar o bar onde roubara a bolsa de uma mulher para pagar a bebida Don se deita no sofá e vê a sombra da garrafa no teto. Ele havia colocado uma garrafa no lustre e não lembrava.
6 - Após sair do apartamento de Glória onde conseguira dez dólares, uma menina passa por Don na escada e ele acaba tropeçando e caindo.
7 - O enfermeiro Nolan (Frank Faylen), cujo apelido é Bim diz que Don estava no pavilhão dos alcóoloatras. Ele acordara no hospital.

Sinopse: Em Nova York, Don Birman (Ray Milland) sonhava ser escritor, mas não consegue seu objetivo por estar sofrendo de um bloqueio. Assim, é completamente dominado pelo álcool e passa a ter como única meta obter dinheiro para continuar se embriagando, se esquecendo que as pessoas que o rodeiam sofrem por vê-lo neste estado e tudo fazem para afastá-lo da bebida. Mas enquanto a namorada, Helen St. James (Jane Wyman), editora de uma revista, quer ajudá-lo, ele bebe cada vez mais.

Premiações:

- Ganhou 4 Oscars, nas categorias de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator (Ray Milland) e Melhor Roteiro Adaptado. Foi ainda indicado em outras 3 categorias: Melhor Fotografia em Preto e Branco, Melhor Trilha Sonora e Melhor Edição.
- Ganhou 3 Globos de Ouro: Melhor Filme - Drama, Melhor Diretor e Melhor Ator - Drama (Ray Milland).
- Ganhou o prêmio de Melhor Ator (Ray Milland) e o Grande Prêmio do Júri, no Festival de Cannes.

Ficha Técnica: Título Original: The Lost Weekend - Gênero: Drama - Tempo de Duração: 100 minutos - Ano de Lançamento (EUA): 1945 - Estúdio: Paramount Pictures - Distribuição: Paramount Pictures - Direção: Billy Wilder - Roteiro: Charles Brackett e Billy Wilder, baseado em livro de Charles R. Jackson - Produção: Charles Brackett - Música: Miklós Rózca - Direção de Fotografia: John F. Seitz - Direção de Arte: Hans Dreier e A. Earl Hedrick - Figurino: Edith Head - Edição: Doane Harrison.
______________________________________________________________________________________

3 comentários:

  1. Tenho muita vontade de ver esse filme.
    Não encontro em nenhuma locadora daqui. Deve ser excelente, por ser do Billy Wildere e por ter um roteiro tão pessimista.

    ResponderExcluir
  2. Tenho vontade de ver esse filme,Billy Wilder sempre merece uma espiada.
    Vlw!

    ResponderExcluir
  3. É um filme de uma intensidade dramática absoluta. Ray Milland faz a interpretação da sua vida.

    8/10.

    Abraço.

    ResponderExcluir