sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Fatal (Elegy,EUA,2008,108 mins)
Minha nota: [7,0] -
Por Wendell Borges - 21/11/2008

Comentário: Mesmo sendo bastante inferior a um de seus últimos trabalhos, A vida secreta das palavras, a diretora catalã Isabel Coixet (1960) consegue conduzir com mão segura este drama escrito por Nicholas Meyer baseado na obra "O animal agonizante" do escritor norte-americano Philip Roth (1933).

O filme consegue boa parte de seu efeito estético graças à bela fotografia de Jean-Claude Larrieu (o mesmo de A vida Secreta das Palavras) e na parte dramática temos as boas atuações de Ben Kingsley (1943), no papel do professor David Kepesh, e da atriz espanhola Penélope Cruz (1974), no papel de Consuela Castillo, aluna de David.

David e Consuello iniciam um relacionamento e vamos acompanhando sua rotina de professor universitário, seus encontros com a outra amante chamada Carolyn, interpretada por Patricia Clarkson, e suas conversas com o filho Peter Kepesh, um renomado oncologista e também com o amigo poeta chamado George O'Hearn, vivido por Dennis Hopper (1936).

O filme peca um pouco no ritmo, apesar da elegância de Coixet na condução da trama, os movimentos de câmera e o tom melancólico que o filme consegue transmitir, os personagens por vezes soam desinteressantes, e o ritmo cadenciado em conjunto com todos os outros atributos técnicos e estéticos não conseguiram nada de muito impressionante, mas é um bom filme, merece ser visto.

Curiosidade: O nome em inglês, Elegy, que significa elegia é bem mais apropriado do que este título brasileiro, Fatal. [Abaixo duas definições para a palavra Elegia retirados do dicionário Aurélio]
Elegia: 1. Arte Poét. Entre os gregos e latinos, poema formado de versos hexâmetros e pentâmetros alternados. 2. Poema lírico, cujo tom é quase sempre terno e triste.

Anotações para quem já viu o filme (Wendell Borges)

1 - Nem todos descendemos dos puritanos.
- Não?
- Não, havia outra colônia 30 quilômetros de Plymouth. Está nos mapas, se chama Marymount.
- Ah, sim. Menciona ela em seu livro.

2 - Creio que foi Bete Davis quem disse isso: A velhice não é feita para covardes. Mas Tolstoi disse: A maior surpresa da vida é a velhice.
3 - Tive 50 mulheres (David Kepesh). A personagem de Penelope Cruz diz ter tido cinco namorados. (Uma vez eu transei com dois caras de uma só vez, diz a personagem Consuela Castillo quando estava na cama com David Kepesh)
4 - A piscina vazia de Andre Lamal é o nome da peça que Consuela foi assistir com David.
5 - Carlos Alonso é um dos homens com quem fiz o trio. (se referindo ao episódio em que ela fez sexo com dois homens)
6 - Consuella liga para David e diz que está com câncer de mama. Ambos ficam juntos no final, andando na praia após a operação na qual Consuella teve que retirar as mamas.

Sinopse: David Kepesh é um carismático professor universitário que, mesmo em torno dos 70 anos, exerce enorme fascínio sobre suas alunas. Embora alimente essa adoração, David impede que elas realmente entrem em sua vida. Quando conhece a bela e inteligente Consuela Castillo, no entanto, suas convicções mudam. Os dois iniciam um romance, mas ele está certo de que ela o deixará e desenvolve um ciúme obsessivo, que acaba por minar a relação. Dois anos depois, Consuela reaparece na vida de David com um pedido urgente.

Ficha Técnica: Direção: Isabel Coixet - Roteiro: Philip Roth (romance), Nicholas Meyer (roteiro) - Gênero: Drama/Romance - Origem: Estados Unidos - Duração: 113 minutos - Tipo: Longa.
________________________________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário