segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Jane Eyre (EUA,1944,97 mins)
Minha nota:[9,5] -
Por Wendell Borges - 24/11/2008

Comentário: Esta impressionante adaptação do romance Jane Eyre escrito por Charlotte Bronte (1816-1855), obra publicada em 1847, foi dirigida por Robert Stevenson (1905-1986), que realizou o clássico Mary Poppins (1964) e o famoso filme do fusquinha Herbie, Se Meu Fusca Falasse (1968).

O elenco de Jane Eyre é primoroso, contando com atores experientes e alguns jovens talentos, temos Orson Welles (1915-1985) no papel de Edward Rochester, Joan Fontaine (1917) como Jane Eyre [adulta] e duas carismáticas atrizes mirins, Peggy Ann Garner (1932-1984) no papel da jovem Jane Eyre e Margaret O'Brien (1937) como a filha de Edward Rochester.

Além do excelente elenco, o filme tem uma montagem brilhante, condensa de forma magnífica o romance de Charlotte Bronte, contribuição também do roteiro adaptado pelo famoso escritor Aldous Huxley (1894-1963) juntamente com John Houseman (1902-1988) e Robert Stevenson. Elizabeth Taylor (1932) com apenas 12 anos, faz uma pequena ponta [não creditada] como a personagem Helen Burns, amiga de Jane Eyre quando esta estava ainda no reformatório.

A atriz Joan Fontaine está perfeita no papel, sua expressão de sofrimento é inigualável, ajudada também pela excelente fotografia de George Barnes (1892-1953) vencedor do oscar de fotografia em 1941 por seu trabalho em Rebecca-A mulher inesquecível de Alfred Hitchcock.

A trama gira em torno da personagem Jane Eyre, uma menina órfã que é mandada para um orfanato pela tia megera. Cheia de sonhos, Jane a princípio rebelde se torna uma jovem exemplar e educada. Ela sai do orfanato já adulta para ser governanta na mansão distante de um misterioso senhor Edward Rochester, um homem que esconde um grande segredo de seu passado sombrio. Jane se apaixona por ele e é correspondida. Um grande filme que merece ser visto por todos, sejam amantes ou não da sétima arte.


Anotações para quem já viu o filme (Wendell - Notes)

1 - Nunca confundi informalidade com insolência - Jane Eyere em conversa com Edward Rochester
2 - Jane Eyre salva a vida de Edward acordando-o e alertando-o do incêndio em seu quarto. As cortinas da cama já estavam em chamas.
3 - Uma vez tive o infortúnio de me apaixonar por isso. De ter ciúmes daquilo. O amor é uma coisa estranha Sra. Eyre. Sabe que a pessoa não tem valor sem coração, mente ou escrúpulo e ainda assim se tortura, quando ela o trai. Ao menos, tive o prazer de pôr uma bala de pistola nos pulmões de meu rival.
4 - E a bonequinha com saia de Balé?
5 - Digo a Adele que morreu. Mas a verdade não é tão comovente.Eu lhe dei algum dinheiro e a dispensei e daí ela foi morar com um pintor italiano. Me deixando com quem dizia ser minha filha.

Curiosidades: Robert Stevenson (1905-1986) dirigiu também os clássicos Mary Poppins (1964) e Se meu fusca falasse (1968).

- Este é o 1º de dois filmes em que Joan Fontaine e Elizabeth Taylor trabalharam juntas. O posterior foi Ivanhoé, o Vingador do Rei (1952).

Sinopse: Jane Eyre é uma menina órfã que é mandada para um orfanato, onde cresce e só sai adulta para ser governanta na mansão distante de um misterioso senhor Edward Rochester, uma figura que esconde um grande segredo.

Elenco: Orson Welles (Edward Rochester) - Joan Fontaine (Jane Eyre) - Margaret O'Brien (Adele Varens) - Peggy Ann Garner (Jane Eyre - jovem) - John Sutton (Dr. Rivers) - Sara Allgood (Bessie) - Henry Daniell (Henry - Brocklehurst) - Agnes Moorehead (Sra. Reed) - Aubrey Mather (Coronel Dent) - Edith Barrett (Sra. Fairfax) - Barbara Everest (Lady Ingram) - Hillary Brooke (Blanche Ingram) - Elizabeth Taylor (Helen Burns)

Ficha Técnica: Título original: Jane Eyre (EUA, 1944) - Diretor: Robert Stevenson - Idioma: Inglês - Legendas: Português - Gênero: Drama/ Romance - Duração: 96 min. Preto e branco - Distribuidora: Classicline.
___________________________________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário