segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Nanook, O Esquimó (Nanook of the North, EUA, 1922, 79mins)
Minha cotação:
Por Wendell Borges - 05/01/2009 [6º filme visto em 2009]

Comentário: Nanook, o Esquimó, do diretor Robert Flaherty (1884-1951), é um brilhante misto de documentário e ficção realizado em 1922, também considerado por muitos como o primeiro documentário no modelo antropológico.

Flaherty realizou várias expedições entre 1910 e 1916, e durante este período fez diversas filmagens e anotações sobre a vida dos esquimós canadenses.

O diretor completou a edição das filmagens, em Toronto, Canadá, e após um incêndio e a perda do filme negativo, Flaherty passou a exibir o filme positivo que não fora atingido pelo incêndio, e após várias exibições, vendo então que o resultado não tinha ficado tão bom, resolveu partir para o Norte e levando novamente câmeras e aparatos para revelar e projetar seus resultados, ficou 16 meses com uma família de inuíte canadenses da baía de Hudson. Ele narra o dia-a-dia de Nanook (o Urso) e sua família, a mulher Nyla e os filhos.

O filme apesar de ser uma recriação, Flaherty não explora os atores esquimós em cena, ele filma as situações a partir de suas experiências com outros esquimós dando liberdade à família Nanook, captando suas expressões reais, misturando ficção e realidade numa das incontestáveis obras-primas do cinema.

Há diversas cenas incríveis no documentário, como o momento da captura de uma Morsa gigantesca, a cena em que Nanook sorri diante do gramofone o qual ele tenta entender o funcionamento; a construção do iglu; a cena da captura da foca e todo o convívio de Nanook com a família.

Finalizando enfim, seja verdade ou mentira, ficção ou realidade, Nanook é um daqueles filmes que ficarão na memória, guardados num canto especial, revolucionário e de grande importância histórica na evolução do cinema como arte.


Obs: Quem se interessar em baixar o filme há um link disponível no site indicado para Download abaixo, um dos melhores sites que já encontrei na Internet, com várias raridades e sempre com ótima qualidade -[ DOWNLOAD - NANOOK ]






Anotações para quem já viu o filme [Wendell- Notes]

1 - Chefe dos Itivimuits e conhecido como grande caçador em toda Ungava, Nanook o Urso.
2 - Nyla, a sorridente
3 -Allee, o filho pequeno esquimó.
4 - Nyla, a bebê de colo.
5 Cunayou e Comock, o cachorrinho, saem do kayak esquimó.
6 - Nanook utiliza o musgo como combustível, fazendo fogo.
7 - Na tomada do plano geral conseguimos ver a dimensão do Omiak com todos os esquimós carregando-o nos ombros. O omiak é uma embarcação feita com armação de madeira e coberto com pele de foca e morsa.
8 - Cena singela do filme, Nyla no meio dos cães Huskies.
9 - Nanook, vê abismado o Gramofone. Ele sorri encantado com o invento do homem branco.
10- Allegoo, um dos filhos de Nanook como manteiga demais e tem que tomar azeite de Castor para conter a dor de barriga.
11- Outros dois grandes momentos do filme, a captura da Morsa e do pequeno lobo branco. Nestas cenas acompanhamos todo o esforço da família de Nanook na captura de uma Morsa fêmea, pesando cerca de duas toneladas, a morsa capturada resiste bravamente e ainda tenta ser ajudada por um dos machos do bando, mas a fome da família Nanook falou mais alto.
12 - Após a construção do Iglu, Nanook ensina Allee a caçar com o arco e flecha. Ele faz pequenos animais de gelo para Allee treinar. A fornalha dos esquimós, azeite de foca como combustível, musgo como pavio e um pote de pedra para derreter a neve. A temperatura dentro do iglu deve manter-se abaixo da de congelamento para evitar que se derretam o teto e as paredes.
13 - Esfregar os narizes, os beijos dos esquimós.
14 - Como Nanook caça o "ogjuk", a grande foca. Nanook pede ajuda após fisgar uma foca, os filhos correm para ajudar num dos grandes momentos do documentário. O lobo sente o cheiro de sangue e range os dentes. Após grande esforço conseguem retirar a enorme foca de sua toca.
15 - A mais apreciada das carnes é a da foca. Provê a maior quantidade de calorias e sustância. A noção dos esquimós como "comedores de gordura de baleia" é um erro. Eles usam a gordura de baleia como nós usamos a manteiga.
16 - Após comerem a foca a família tenta fugir de uma nevasca atrasados por causa de brigas entre os cachorros, eles acabam tendo que se refugiar em um iglu abandonado.TIA MAK [ The End ]


[CURIOSIDADES E CONHECIMENTOS GERAIS] [Fonte pesquisada]

Morsa (Odobenus rosmarus) Tamanho: até 3,7 metrosPeso: até 1,2 tonelada

As medidas acima, nada esbeltas, são dos machos grandalhões, cerca de um terço maiores que as fêmeas. Mas a marca registrada das morsas não é o biótipo gorducho, e sim os seus dentes caninos superiores, que chegam a incrível 1 metro de comprimento e pesam 5,4 quilos cada um. As morsas vivem cerca de 30 anos.


Sinopse: O documentário mostra uma história de amor e sobrevivência de Nanook e sua família, acompanhando sua caça, pesca e as migrações.

Ficha Técnica: Direção: Robert Flaherty Ano: 1922 País: Estados Unidos, França Gênero: Documentário Duração: 79 min. / p&b / mudo Título Original: Nanook of the North .
_________________________________________________________________________________

Um comentário: