sexta-feira, 17 de julho de 2009


136 - Luz de Inverno [Nattvardsgästerna, Suécia, 81 mins, 1962, Direção: Ingmar Bergman]

Cotação:

Por Wendell Borges [Filme visto dia 15/07/2009]


Comentário [spoiler!]: Segundo filme da "Trilogia do Silêncio" ou "Trilogia da fé" composta pelos filmes Através de um espelho (1961) e O Silêncio (1963) dirigidos pelo mestre sueco Ingmar Bergman (1918-2007). Acompanhamos a agonia de um pastor amargurado e descrente chamado Tomas Ericsson, papel do ator Gunnar Björnstrand (1909-1986), que está passando por uma crise existencial. Ele tenta ajudar um pescador chamado Jonas Persson (Max Von Sydow) que após ler nos jornais que a China possui a bomba atômica e que pretende usá-la, lembrando que o mundo vivia o tormento da então chamada Guerra fria, Persson vai à igreja buscando palavras de conforto e consolo do pastor. Ao invés de encontrar palavras que possam confortá-lo, Tomas não consegue esconder sua falta de fé e deixa Persson ainda mais amargurado e este não consegue conter-se e comete suicídio. Destaque também para as atuações de Ingrid Thulin (1926-2004) no papel da professora apaixonada pelo pastor; Allan Edwall (1924-1997) no papel de Algot, o sacristão corcunda e Gunnel Lindblom em papel menor, interpretando a esposa do pescador, Karin Persson. Amarga reflexão de Bergman e uma angustiante experiência para qualquer espectador, um filme difícil e que cativa pela sinceridade e atmosfera intensa. Para compor esta obra Bergman teve como modelo o clássico "O Diário de um Padre", de Robert Bresson (1901-1999).

_____________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário