terça-feira, 28 de julho de 2009

O Dia em que a terra parou, EUA, 1951, 92 min
Direção: Robert Wise
Roteiro: Edmund H. North (1911-1990) baseado em conto(Farewell to the Master) de Harry Bates

Por Wendell Borges - Filme visto dia: 28/07/2009

Cotação
Valor artístico: 1/2
Valor de entretenimento: 1/2

"KLAATU BARADA NIKTO"

"There's no limit to what he can do. He could destroy the earth... If anything should happen to me you must go to Gort, you must say these words, "Klaatu barada nikto", please repeat that." [ Klaatu ensina Helen o comando para parar Gort]


Comentário: Conferi mais um clássico da Ficção Científica que já havia visto há alguns anos, mas não o assisti por completo pois estava vendo pela TV tarde da noite e o sono na época acabou vencendo a luta, então, vários anos depois eis que finalmente assisto ao clássico dirigido por Robert Wise com Michael Rennie, ator grandalhão de 1m 93cm e Lock Martin (1916-1959), o gigante ator de inacreditáveis 2m 31cm no papel do robô Gort. O filme é excelente, tem bela mensagem pacifista alertando contra os perigos da bomba atômica no início da chamada Guerra Fria, bons efeitos para a época e teve uma refilmagem em 2008 com Keanu Reeves, que não teve boa recepção junto à crítica e foi considerado um péssimo remake. Em breve estarei conferindo esta refilmagem para fazer as comparações. No elenco ainda temos a bela Patrícia Neal (1926), ela interpreta a personagem Helen Benson que diz a famosa frase ao robô gort "Klaatu Barada Niktu"; o filho dela, Bobby Benson, papel de Billy Gray (1938), na época com apenas 13 anos, hoje já com 71 e ainda Sam Jaffe (1891-1984) no papel do Professor Jacob Barnhardt e Hugh Marlowe (1911-1982) no papel do namorado de Helen, o vendedor mal caráter Tom Stevens


Diretor, Elenco e Curiosidades


(foto acima na premier do Air America em 1990)
O diretor Robert Wise (1914-2005)



Gort (Lock Martin - o ator media 2m 31cm)


Hugh Marlowe no papel de Tom Stevens


Patrícia Neal no papel de Helen Benson



Michael Rennie no papel do alienígena Klaatu.



_____________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário