sábado, 12 de setembro de 2009


Opapatika: Demônios Guerreiros, Opapatika, Tailândia, 2007, 110 min
Direção: Thanakorn Pongsuwan
Roteiro: Thanakorn Pongsuwan - Yutnathorn Kaewthong


Wendell Borges - Filme visto dia 12/09/2009

Cotação
Valor artístico: ½
Valor de entretenimento:


Comentário: Eis um filme que peca pelo exagero das cenas ação, são tantos tiros, tanto sangue jorrando que os diálogos apesar de curtos são oceanos bocejantes em meio à carnificina. Direção do tailandês Thanakorn Pongsuwan com roteiro escrito por Yutnathorn Kaewthong e o próprio Thanakorn. Há exagero de efeitos em CGI e é daquele tipo de filme esquecível, com atuações tacanhas e as tentativas pretensiosas de dar algum valor reflexivo à trama apenas cansa a paciência do espectador. Vale uma espiada apenas por uma ou outra cena de ação bem coreografada, mas no geral é um filme fraco.

A trama gira em torno do duelo entre humanos e Opapatikas pela sobrevivência. Reza a lenda budista que existem 4 tipos de nascimento: Sangsethaca: Nascer do suor e da umidade como um verme; Anthaca: Nascer da incubação de um ovo como um pássaro; Chalaphucha: Nascer de um útero humano ou de algum outro mamífero; e os Opapatika, os amaldiçoados que renasçem após o suicídio com poderes sobrenaturais.

Os Opapatikas do filme

  • Paisol (Chakrit Yaemnam), um assassino que tem a maldição de ter que suportar todas as feridas e cicatrizes das pessoas que ele mata.
  • Jirat (Somchai Kemglad), um Opapatika imortal e o mais poderoso de todos eles.
  • Aruth (Ray MacDonald), um lutador invencível durante a noite, mas fraco durante o dia.
  • Ramil (Athip Nana), capaz de projetar um monstro fantasma demoníaco que atende aos seus comandos mentais.
  • Techit (Leo Putt) - o detetive que é transformado em um Opapatika logo no início do filme para ajudar o mestre Sadok a capturar os demais. Ele tem poderes psíquicos e é capaz de ler mentes e prever movimentos.
  • Sadok (Nirut Sirichanya) - O Opapatika que se alimenta do coração dos outros Opapatikas para poder sobreviver.

______________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário