segunda-feira, 12 de outubro de 2009


Anticristo, Antichrist, 2009, 109 min, Dinamarca - Alemanha - França
Direção: Lars von Trier
Roteiro: Lars von Trier

Wendell Borges - Filme visto dia 12/10/2009

Cotação
Valor artístico: ½
Valor de entretenimento: [após reavaliação]

Comentário: Este angustiante filme dirigido e escrito por Lars von Trier é um daqueles filmes que põe nossas emoções à prova. Dividido em três capítulos e um epílogo somos levados a acompanhar a dor, o desespero e o sofrimento de um casal que se isola em uma cabana na floresta para mutuamente ingressarem numa jornada em busca da liberdade, mas tudo que encontram é o caos. Questões religiosas e psíquicas em discussão, mas o que importa mesmo é acompanhar a jornada, a compreensão talvez apenas gire em nosso centro, ou no subconsciente, ou seja lá em qual lugar estiverem os pensamentos. Se Lars von Trier queria provocar e fazer o espectador pensar enquanto é convidado a torcer o rosto nas cenas mais sangrentas, pensar nos tais três mendigos, dor, desespero e sofrimento, acredito que ele tenha conseguido. Grandes interpretações de Willem Dafoe e da atriz inglesa Charlotte Gainsbourg (1971). Os dois trechos da Lascia Ch'io Pianga, da ópera Rinaldo, composta por Georg Friedrich Händel (1685-1759) abrem e fecham o espetáculo, e o início da dor, do desespero e do sofrimento é feita de forma belíssima.


------------------------------------------------------------------
Fonte: [ Site: Letras Terra]

"Lascia ch'io pianga" é ária da ópera Rinaldo. "Deixe que eu chore meu cruel destino e que deseje a liberdade", suplica a princesa Almirena, após ser aprisionada por uma terrível feiticeira.

Lascia ch’io pianga mia cruda sorte,
E che sospiri la libertà!
E che sospiri, e che sospiri, la libertà!
Lascia ch’io pianga mia cruda sorte,
E che sospiri, la libertà!
Il duolo in franga queste ritorte
De’ miei martiri sol per pietà
De’ miei martiri sol per pietà.

Deixa que eu chore
minha sorte cruel,
que eu suspire
pela liberdade.
A dor quebra
estas cadeias
de meus martírios,
só por piedade!

------------------------------------------------------------------



O diretor dinamarquês Lars von Trier nasceu em Copenhague em 1956.

[Filmografia do diretor com cotação para os filmes que já assisti dirigidos por ele]

Wasington (2009)
Anticristo (2009)
Grande Chefe, O (2006)
Manderlay (2005) [EUA - Terra das oportunidades]
Dogville (2003) [EUA - Terra das oportunidades]
Dançando no Escuro (2000) [ Trilogia "Coração de Ouro" 3 ]
Idiotas, Os (1998) [Dogma 95 / Trilogia "Coração de Ouro" 2 ]
Ondas do Destino (1996) [Trilogia "Coração de Ouro" 1 ]
Europa (1991)
Medéia (1988) TV
Epidemia (1987)


------------------------------------------------------------------



Tuva Semmingsen

[Página oficial da cantora]

Tuva Semmingsen é a mezzo-soprano que escutamos nos trechos da Lascia Ch'io Pianga composta por Handel tocada no início e no final de O Anticristo.







___________________________________________________________________________________

2 comentários:

  1. Acho que o filme está longe de apresentar esses valores artísticos e de entretenimento. É verdade que o filme de fato alcança tanto momentos belíssimos quanto de polêmicas. Mas eu sinto que esta história (pesadelo ou mesmo o sentimento de angústia causado por uma depressão) não me atingiu como esperava.

    ResponderExcluir
  2. concordo com o que você disse, às vezes falho em questão de distância estética para que o filme não se torne uma espécie de ópio e meio que exagero na cotação final, é tanto que após rever alguns momentos e reavaliar vou diminuir um pouco os resultados dos valores dados aos filme.

    ResponderExcluir