quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Garganta Profunda, Deep Throat, EUA, 1972, 61 min
Direção: Gerard Damiano (1928-2008)
Roteiro: Gerard Damiano
Elenco: Linda Lovelace (1949-2002), Harry Reems , Carol Connors (a enfermeira), Bill Harrison (Sr. Maltz), Dolly Sharp (Helen).
Ficha no IMDB: Deep Throat

Wendell Borges - Filme visto dia 14/10/2009

Cotação
Valor artístico: 1/2
Valor de entretenimento: 1/2

Comentário: Assisti hoje o famoso filme da mulher que tinha o clitóris na garganta, filme protagonizado por Linda Lovelace com direção e roteiro de Gerard Damiano. Custou 24 mil dólares e arrecadou mais de 20 milhões nos Estados Unidos e cogita-se que a renda mundial já chega aos 600 milhões.

Linda Lovelace em uma de suas biografias revelou que muitas das cenas que protagonizou neste filme foram feitas sobre pressão de seu violento marido na época, Chuck Traynor (1937-2002), que havia recebido $1.250 dólares pela performance dela e a ameaçava de morte constantemente exibindo um revólver nas mãos. O sucesso a fez reconhecida mundialmente, ela separou-se de Chuck no ano seguinte e tornou-se uma ativista contra a indústria pornográfica, atuou em mais dois filmes, todos fracassos de bilheteria, teve dois filhos e viveu com o segundo marido Larry Marchiano até o divórcio em 1996.

Este Garganta Profunda tornou-se uma espécie de filme Cult, com sua dose de cenas cheias de humor e o sadismo envolto nos mistérios de sua produção. Afinal o fato de ter feito o filme sobre pressão psicológica abrilhanta ainda mais a performance da atriz, que em muitos momentos parecia estar se divertindo. Ela faleceu em 2002 aos 53 anos após um acidente de carro. O Dr. Young, papel de Harry Reems (1947), está atualmente com 62 anos e após recuperar-se dos anos de abusos de álcool e drogas, converteu-se ao cristianismo e recentemente cedeu entrevista para o documentário Inside Deep Throat realizado em 2005, filme que presta uma homenagem ao filme dissecando sua realização.


ELENCO / PERSONAGENS


Linda Lovelace


Dolly Sharp interpreta a amiga de Linda chamada Helen


Harry Reems interpreta o Dr. Young



Carol Connors encena a enfermeira

_________________________________________________________________________________

Um comentário:

  1. Considero "Garganta Profunda" uma espécie de "O Nascimento de Uma Nação" da década de 1970: chega a ser uma produção repulsiva, mas é sem dúvida uma das mais importantes de toda a história do cinema. Se o filme não prestou nenhuma colaboração em termos de técnica, ao menos fez toda a sociedade daquela época enxergar o sexo de modo diferente.

    ResponderExcluir