quarta-feira, 7 de outubro de 2009

My Sassy Girl, Coréia do Sul, 2001, 137 min
Direção: Kwak Jae-yong
Roteiro: Ho-sik Kim (romance) - Jae-young Kwak (roteiro)
Elenco: Jeon Ji-hyeon(Gianna Jun), Tae-hyun Cha, Yang Geum-yong, Song Ok-sook, Han Jin-hee, Kim In-moon, Kim Il-woo

Wendell Borges - Filme visto dia 07/10/2009 [Versão Director's Cut]
Cotação
Valor artístico:
Valor de entretenimento:

Comentário: Finalmente parei para assistir um dos maiores sucessos comerciais da Coréia do Sul em 2001, com direção e roteiro de Kwak Jae-yong (1959) que se baseou nas cartas de amor escritas por Ho-sik Kim. A magia do filme está em essência na dupla de atores centrais, a belíssima Gianna Jun (1981) que interpreta a Sassy girl do título e Cha Tae-hyun no papel de Kyun-Woo, o jovem que sofre nas mãos da Sassy, mas mesmo apanhando ele não consegue deixar de ser fisgado pela beleza da garota. Esqueça as comédias românticas americanas e dê uma chance a esta comédia coreana com toques dramáticos, momentos divertidíssimos e uma construção narrativa envolvente e que não deixa de lembrar as gags dos desenhos animados japoneses em muitos momentos. Os americanos já tentaram explorar comercialmente o filme com uma versão USA ano passado, mas o filme não teve sucesso nem de público e nem de crítica e passou despercebido, recebeu o título aqui no Brasil de Ironias do amor.

Sinopse: O filme conta a história do universitário Gyeon-woo (Cha Tae-Hyun) e uma garota (Jun Ji-hyun). Um encontro casual em uma estação de metrô fará com que o patético Gyeon-woo e a dominadora e abusiva garota passem muito tempo juntos, tornando-se uma espécie de namorados.


Elenco / Personagens



Jun Ji-hyun - Sassy girl
Cha Tae-hyun - Kyun-Woo


  • Não deixe de ler a crítica do filme no site Cine Asia: My Sassy Girl

____________________________________________________________________________

Um comentário:

  1. Eu tenho muita vontade de assistir "Ironias do Amor" e só fiquei sabendo dessa versão coreana recentemente ao ler um comentário do filme com a Elisha Cuthbert. Vou procurar assistir a ambos.

    ResponderExcluir