segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Onibaba - A Mulher Demônio, Japão, 1964, 103 min
Direção: Kaneto Shindô
Roteiro: Kaneto Shindô
Ficha no IMDB: Onibaba

Wendell Borges - Filme visto dia 26/10/2009

Cotação
Valor artístico:
Valor de entretenimento:

Sou apenas um ser humano

Comentário: Este é um daqueles filmes que após o final você sabe que uma reserva de espaço do HD cerebral será dedicado a ele e que dificilmente ele irá para lixeira do esquecimento. De tão belo, de tão bem narrado e conduzido, este filme do Japonês Kaneto Shindô (1917) é uma daquelas obras primas indiscutíveis e que nos fazem refletir sobre a natureza humana e como sombria deve ser a verdade que rondeia nossa cultura e nossa sociedade.



A trama segue 3 personagens: Nobuko Otowa interpreta a mulher idosa que vive com a nora, papel de Jitsuko Yoshimura, ambas aguardam a volta de Kichi, marido da personagem de Jitsuko e filho da personagem de Nobuko, mas quem regressa é um amigo dele chamado Hachi, papel de Kei Sato. Quando Hachi retorna dizendo que Kichi foi assassinado quando fugia de alguns camponeses elas se vêem sem esperanças e continuam sua vida sofrida roubando e matando para sobreviver. Tudo ia bem até que Hachi começa a sondar a casa das duas e acaba atraindo a atenção da esposa de Kichi que se apaixona por ele. Com medo de ser abandonada, a mãe de Kichi tem um plano para evitar que fique sozinha e abandonada após seu encontro com o Samurai interpretado por Jûkichi Uno.

Um filme realizado em um cenário minimalista e sombrio num canavial próximo a um rio, com uma iluminação e fotografia em preto e branco que exalam poesia e realçam as emoções das personagens na Japão feudal do século XIV.


Outros Posters e Capas de DVD

[Poster italiano] [Wikipedia]



__________________________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário