domingo, 15 de novembro de 2009

O Rio, He liu, Taiwan, 1997, 115 min
Direção: Ming-liang Tsai
Roteiro: Ming-liang Tsai - Pi-ying Yang - Yi-chun Tsai

Wendell Borges - Filme visto dia 14/11/2009

Cotação
Valor artístico: ½
Valor de entretenimento: ½

Comentário: Finalmente parei para completar a trilogia inicial dos filmes do diretor malaio Tsai Ming-liang (1957). Dia 11 de janeiro deste ano assisti o primeiro longa do diretor, Rebeldes do Deus Neon, onde ele inicia a sua trilogia com filmes que abordam a incomunicabilidade e a alienação urbana sempre com pouquíssimos diálogos, planos longos e fixos e a utilização da água e dos sons proporcionados por pingos de goteiras ou o barulho da chuva como elementos sonoros simbólicos. Dia 10 de março também deste ano conferi Vive L'Amour, seu segundo longa-metragem.

Liang é um apreciador da obra do diretor francês François Truffaut, e assim como ele trabalha em todos estes filmes com um ator que interpreta sempre a mesma personagem, o ator Lee Kang-sheng e sua persona Xiao-kang. Lembrando que Truffaut fez uma série de filmes com o ator Jean-Piérre Leaud interpretando o personagem Antoine Doinel. Neste seu terceiro longa, Tsai mostra o conturbado cotidiano de uma família composta pelo Pai, a mãe e o filho, interpretados respectivamente por Tien Miao, Yi-Ching Lu e Lee Kang-sheng. Logo no início do filme, o jovem Xiao Kang, interpretado por Lee Kang-sheng recebe o convite de uma diretora, Ann Hui, interpretando a si mesma, para encenar a figura de um homem que bóia morto em um rio. Na sequência dos acontecimentos vamos observando a vida de Kang ao lado da mãe, uma mulher solitária que trabalha como ascensorista, seu caso com um pirateador de filmes pornôs; o pai que busca prazer com homossexuais e a repentina dor no pescoço de Kang que parece não cessar.

Filme angustiante e de uma beleza ímpar proporcionado pela simplicidade e pelo trabalho artístico de Liang. É interessante observar a captação dos sons da água que vão desde o cair da urina no vaso sanitário ao barulho da chuva e dos pingos da água vindo das goteiras, é o barulho da água que invade a solidão das personagens e não deixa o silêncio prevalecer.


A Trilogia da incomunicabilidade de Tsai Ming-liang
Rebeldes do Deus Neon
Vive L'Amour
O Rio


Elenco / Personagens

Tien Miao - O Pai
Kang-sheng Lee - Xiao Kang
Yi-Ching Lu - A mãe
Shiang-chyi Chen - A Garota
Ann Hui - A Diretora interpretando a si mesma
Shiao-Lin Lu - O amante da Mãe



______________________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário