quinta-feira, 28 de janeiro de 2010


Abraços Partidos, Los Abrazos Rotos, Espanha, 2009, 129 min
Direção:Pedro Almodóvar
Roteiro:Pedro Almodóavar

Wendell Borges - Filme visto dia 27/01/2010

Cotação
Força estética: ½

Comentário: O grande Almodóvar e sua estética vibrante de cores, emoções esfuziantes e personagens inesquecíveis. Neste seu novo trabalho o diretor nos envolve em uma história de suspense e romance com um elenco em grande sintonia. Elogios para as atuações de Penépole Cruz, Lluís Homar e Blanca Portillo. Almodóvar mistura com perfeição sua paixão pelo cinema e sua ânsia em discutir relacionamentos sempre cheios de turbulências e não deixa de colocar um personagem homossexual na trama, sempre fazendo alusões à sua escolha sexual. Sou um grande admirador do trabalho deste diretor genial, um dos mais criativos e também uma das personalidades mais queridas do meio áudiovisual.

Sinopse: "Harry Caine/ Mateo Blanco" (Lluís Homar) é um escritor cego que compartilha sua vida com sua agente Judit (Blanca Portillo) e seu filho adulto Diego (Tamar Novas). Lentamente, os acontecimentos no presente começam a trazer de volta as memórias do passado. Ele ouve que o milionário Ernesto Martel (José Luis Gómez) morreu. Em seguida surge um jovem cineasta chamado Raio X que ele acaba descobrindo ser filho do falecido Martel, Ernesto Martins Junior (Rubén Ochandiano). Quando Judit viaja, seu filho Diego acidentalmente tem uma overdose de drogas em uma discoteca de Madrid. Quando Harry vai até o hospital ele acaba contando para Diego em flashback toda a tragédia que mudou sua vida nos últimos anos.

Elenco / Personagens

[Na cena acima Mateo Blanco tateia o rosto da bela modelo]

___________________________________________________________________________

Um comentário:

  1. Outro belíssimo filme de Almodóvar. Sempre com muitas voltas e reviravoltas no argumento, mas com um fim tremendamente lógico e elucidante.

    8/10.

    Abraço.

    ResponderExcluir