quinta-feira, 21 de janeiro de 2010


Era uma vez em Tóquio, Tokyo Monogatari, Japão, 1953, 136 min
Direção: Yasujiro Ozu
Roteiro: Kôgo Noda, Yasujiro Ozu
Ficha no IMDB: Tokyo Story

Wendell Borges - Filme visto dia 21/01/2010

Cotação
Valor artístico / Entretenimento estético e cultural:


Comentário: Obra-prima de Yasujiro Ozu (1903-1963) retrata os conflitos de gerações com a cadência e estilo que lhe são peculiares, mostrando de forma singela que podemos encontrar o carinho e atenção justamente naquelas pessoas das quais cultural e socialmente não deveriam ter a mesma responsabilidade para com nossas vidas. Acompanhamos um casal de idosos, Shukichi e Tomi Hirayama, interpretados pelos atores Chishu Ryu e Chieko Higashiyama, que vão até Tóquio visitar os filhos e lá encontra a hospitalidade e o carinho verdadeiros na figura da cunhada, cujo marido faleceu há 8 anos.



Sinopse: Um casal de idosos, Shukichi (Chishu Ryu) e Tomi Hirayama (Chieko Higashiyama), da pequena cidade costeira de Onomichi no sudoeste do Japão, vão até Tóquio visitar os filhos. Apenas sua jovem filha solteira vive com eles: Kyoko (Kyoko Kagawa), uma professora.

Após a viagem a Tóquio, encontram-se negligenciados por seus filhos. O mais velho, Koichi (So Yamamura), é uma pediatra que atende no distrito e tem dois jovens rapazes. Sua filha mais velha, Shige (Haruko Sugimura), é uma cabeleireira. Apenas a cunhada viúva Noriko, interpretada por Setsuko Hara, oferece a eles hospitalidade. Ela os leva para a um passeio pela região metropolitana de Tóquio.

Koichi e Shige pagam para que os pais passem algum tempo num balneário termal em Atami, mas os pais decidem retornar por não suportarem o calor e a estadia turbulenta no local. Shukichi permanece com Shige e visita alguns velhos amigos, enquanto Tomi vai visitar Noriko.

O casal, vendo que seus filhos estão ocupados demais, decidem partir. No retorno para casa decidem visitar o filho caçula Keizo (Shiro Osaka) em Osaka, mas durante a viagem de trem Tomi adoece. Quando eles chegam a Onomichi, Tomi está em estado crítico. Koichi, Shige e Noriko são avisados por Telegramas e se apressam para chegar em Onomichi, mas ao chegar no local ela morre poucas horas depois.

Após o funeral, Koichi, Shige e Keizo decidem sair imediatamente por causa de seus trabalhos em Osaka e Tóquio, deixando apenas Noriko para cuidar do pai deles. Depois que saem, Kyoko reclama com Noriko que eles são egoístas , mas Noriko explica que cada um tem sua própria vida para cuidar e a distância entre pais e filhos é inevitável.


___________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário