quarta-feira, 13 de janeiro de 2010


Um homem sério, A Serious Man, EUA, 2009, 105 min
Direção: Joel Coen - Ethan Coen
Roteiro: Joel Coen - Ethan Coen

Wendell Borges - Filme visto dia 12/01/2010

Cotação
Valor artístico:
Valor de entretenimento:

Comentário: Os irmãos Coen entregam mais uma vez uma comédia sofisticada e estilosa, com bela fotografia de cores em tons suaves e amenos em sua maior parte, que do início sombrio, único momento em que temos a escuridão com as luzes das lamparinas que destoam do restante da fotografia, ao final, apocalíptico? destoam e encantam o espectador pela reflexão moralista enquanto brinca com alguns preceitos judaicos.

A trama gira em torno de Larry Gopnik, papel de Michael Stuhlbarg, um professor judeu de física que começa a ver sua vida desmoronar quando recebe a visita de um jovem estudante coreano chamao Clive Park, papel de David Kang, que chega até ele fazendo um apelo para que corrija sua baixa nota na prova e mesmo com a negação de Larry este o deixa em sua mesa um envelope contendo uma certa quantida em dinheiro. Momentos depois, Larry recebe também a notícia de que sua esposa, Judith Gopnik, papel de Sari Lennick, o está deixando para casar-se com Sy Ableman, papel de Fred Melamed, um homem rico e também membro da comunidade judaica. No elenco ainda temos Aaron Wolff no papel de Danny Gopnik, o filho rebelde de Larry, sua filha Sara Gopnik, papel de Jessica McManus e o irmão problemático e depressivo que dorme no sofá e passa horas no banheiro, Arthur Gopnik, interpretado por Richard Kind. É um dos melhores trabalhos dos Coen desde Fargo, que ainda considero o melhor filme da dupla, uma das mais criativas do cinema mundial.




______________________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário