quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Mamãezinha Querida, Mommie Dearest, EUA, 1981, 128 min
Direção: Frank Perry
Roteiro: Robert Getchell - Tracy Hotchner - Frank Perry - Frank Yablans - baseado no romance de Christina Crawford

Wendell Borges - Filme visto dia 10/02/2010

Cotação
Força estética:

Comentário: Faye Dunaway tem uma performance exagerada e por vezes caricata, mas que não sei explicar bem os motivos envolveu-me de uma forma tão intensa e misteriosa que não pude ao final do filme deixar de aplaudir sua atuação. Simplesmente sublime.

O filme não caiu no gosto da crítica, mas foi um grande sucesso de público, com um custo de apenas U$ 5 milhões de dólares, arrecadou U$ 19 milhões com um acréscimo de mais U$ 8 milhões nas vendas em vídeo VHS na época do lançamento. Em 2006 saiu uma edição especial em DVD com comentários de John Waters.

A trama foi baseada no livro "Mommie Dearest", publicado em 1978 e escrito pela filha adotiva de Joan Crawford, Christina Crawford (1939), que no filme é interpretada por duas atrizes, Mara Hobel (1971) que faz a pequena Christina, e Diana Scarwid (1955) que interpreta a Christina adulta.

O filme narra o drama da estrela de cinema Joan Crawford, interpretada por Faye Dunaway e sua relação conturbada com a filha adotiva, Christina Crawford. Joan é descrita no filme como uma mulher cheia de problemas emocionais, fobias e obsessões. Um drama com exageros dramáticos, situações criadas para criar constrangimento, raiva, repúdia, pena e uma série de outras emoções. Vi o filme como um drama com horror psicológico, os exageros dramáticos não me soaram em nenhum momento como cômicos. Uma obra-prima que merece ser vista e revista. Um daqueles filmes que criam uma aura diferente, que beira o sublime!!!

Obs: A atuação de Dunaway foi reconhecida pelo AFI's: 100 maiores Heróis e Vilões do cinema. A personagem Joan Crawford interpretada por ela figura como uma das maiores vilãs do cinema.

Elenco / Personagens

----------------------------------------------------------

A verdadeira Joan Crawford (1905-1977) - Ganhou o Oscar de Melhor Atriz por seu papel no filme Alma em Suplício.

Maridos [Casou 5 vezes]

James Welton (1923–1924)
Douglas Fairbanks, Jr (1929–1933)
Franchot Tone (1935–1939)
Phillip Terry (1942–1946)
Alfred Steele (1955–1959)


____________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário