sexta-feira, 2 de julho de 2010

Jogo Subterrâneo
de Roberto Gervitz, Brasil, 2005, 107 min
Elenco: Felipe Camargo , Maria Luísa Mendonça , Júlia Lemmertz , Daniela Escobar , Thávyne Ferrari

Filme visto dia 02/07/2010

Cotação
Força estética: ½

Comentário: O diretor Roberto Gervitz (1957) volta ao cinema após 18 anos, seu último longa, Feliz Ano Velho, tinha sido lançado em 1987. A trama é baseada no conto “Manuscrito encontrado em um bolso”, de Julio Cortazar, o roteiro foi escrito por Jorge Duran e pelo próprio Gervirtz.

Acompanhamos então a história de Martin (Felipe Camargo), um homem que procura a mulher de sua vida através de um jogo por ele inventado andando pelo metrô de São Paulo, observando e seguindo várias mulheres o qual ele dá nomes fictícios e tenta adivinhar o caminho pelo qual elas seguirão.

É durante este jogo que ele conhece várias mulheres que acabam influenciando sua vida, são elas: Tânia (Daniela Escobar), uma tatuadora mãe de uma filha autista chamada Victória, excelente atuação da pequena Thávyne Ferrari (1994); Laura (Julia Lemmertz), uma cega a quem relata os progressos de sua busca; e Ana (Maria Luísa Mendonça), a mulher por quem ele se apaixona e que o faz romper completamente com os rituais de seu jogo.

O filme começa um tanto enfadonho, mas com o desenrolar da trama o espectador vai sendo aos poucos envolvido pela atmosfera quase onírica da narração e o filme acaba deixando uma sensação agradável no final.




_________________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário