quarta-feira, 30 de março de 2011


Inferno in diretta / Cut and Run
de Ruggero Deodato, Inferno in diretta, Itália, 1985, 90 min

Filme visto dia: 30/03/2011

Cotação
Força estética:

Comentário: Tive o prazer de assistir hoje a versão sem cortes deste filme do grande Ruggero Deodato, autor do cultuado "Canibal Holocausto", uma das obras mais polêmicas lançadas durante os anos 80.

Este "Cut and Run", terceiro filme de Deodato a explorar os cenários selvagens das florestas sulamericanas é indicado apenas aos apreciadores de bons filmes "B", Trash, Exploitation e seus congêneres. Prepare-se para ver cenas de estupro, violência extrema, cabeças cortadas e vários corpos multilados.

A trama segue dois jornalistas em busca de notícias sobre uma quadrilha de traficantes, que por uma coincidência extrema acabam descobrindo o paradeiro do filho desaparecido do dono da emissora para qual trabalham. Eles viajam então até a floresta onde suspeitam que o filho do patrão deles esteja, e também investigam o coronel Brian Horne, um lunático líder de uma seita que é adorado por índios colombianos, interpretado pelo ator Richard Lynch, e que havia sido dado como morto após o Massacre de Jonestown, ocorrido na Guiana em 1978, onde mais de 900 pessoas morreram devido ao fanatismo religioso liderado pelo Reverendo Jim Jones, dono da Seita Templo dos Povos.

O diretor aproveitou o roteiro de Cesare Frugoni e Dardano Sacchetti para prestar uma homenagem ao filme Apocalipse Now de Francis Ford Coppola, e o ator Richard Lynch encarna seu personagem como uma espécie de Major Kurtz, famoso e cultuado personagem de Marlon Brando em Apocalipse Now.

Outro ator que se destaca é o feiosão Michael Berryman (1948), que com seu rosto peculiar dispensa maquiagem para filmes de Horror. Agora só me resta ver o Ultimo Mondo Cannibale (1977), o primeiro filme da chamada Trilogia da Selva de Deodato, que juntamente com Canibal Holocausto e Cut and Run formam uma das mais sádicas trilogias da história do cinema gore/splatter italiano.


VALE A PENA LER

[Análises detalhadas da obra Cut and Run de Deodato podem ser lidas nos links abaixo.



______________________________________

Um comentário:

  1. o comentário está bom, só que esqueceu de colocar a cotação do filme. Beijão!!!!

    ResponderExcluir