quinta-feira, 14 de abril de 2011

Nosferatu
de F. W. Murnau, Alemanha, 1922, 94 min

Filme visto dia: 14/04/2011

Cotação
Força estética:

Comentário: Assisti finalmente a cópia restaurada do grande clássico de Murnau, Nosferatu, com a também clássica atuação do ator alemão Max Schreck (189-1936). O filme tem imagens que ficaram eternizadas quando o assunto é o cinema de horror com a figura tenebrosa de Schreck envolto em sombras, atuação realmente hipnotizante e grandiosa de um ator que ficou marcado em sua carreira pelo papel do Conde Orlock, o vampiro Nosferatu.

A direção do genial diretor F.W. Murnau, a fotografia expressionista de Fritz Arno Wagner, o roteiro de Henrik Galeen (1881-1949) que realizou uma adaptação não-autorizada da obra Drácula do escritor irlandês Bram Stoker (1847-1912) e as atuações do elenco, a bela Greta Schroder (1891-1967) no papel de Ellen Hutter , seu marido Thomas Hutter, interpretado por Gustav von Wangenheim (1895-1975) e o já citado Max Schreck fizeram de Nosferatu um dos mais sombrios filmes do gênero Horror.

ELENCO


CENAS DO FILME












































____________________________________________

2 comentários:

  1. Morro de vontade de assistir a esse filme só porque vi um trecho em um clipe do Queen quando tinha 10 anos. Em Under Pressure conheci Nosferatu.
    =1

    ResponderExcluir
  2. Obrigatório para todo cinéfilo, apesar de ser estranho acompanhar um filme mudo.

    A refilmagem de Herzog com Klaus Kinski é boa, mas inferior a este original.

    Abraço

    ResponderExcluir