sábado, 2 de abril de 2011


O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro
de Gláuber Rocha, Brasil, 1969, 95 min

Filme visto dia: 02/04/2011

Cotação
Força estética:

Comentário: Antes de comentar a trama vou relatar as impressões que tive com o filme. Ele é antes de tudo um trabalho visual muito bonito e Glauber retrata o Sertão contrastando a paisagem seca e cinza com o colorido das vestes dos moradores, cangaceiros e a dança popular profano-religiosa do reisado, tendo o apoio estético do fotógrafo Affonso Beato.

Esta exuberância visual e o modo como Glauber construía a sua mise-en-scène unindo crítica social, política com anarquia e loucura o fazem até hoje um dos diretores mais estudados e comentados no Brasil e no mundo afora.

Na trama temos novamente a figura de Antônio das Mortes, o matador de cangaceiro retratado por Maurício do Valle que volta a repetir o papél que o consagrou em Deus e o Diabo na Terra do Sol, dirigido por Gláuber em 1964.

O cenário é a cidade de Milagres no sul da Bahia, que com sua paisagem montanhosa e rústica serve de palco para a fictícia cidadezinha de Jardim das Piranhas, comandada pelo Coronel cego Horácio, papel de Jofre Soares, e onde atualmente está o bando do cangaceiro Coirana, interpretado por Lorival Pariz. No elenco ainda temos Hugo Carvana no papel do delegado Mattos, que almeja candidatar-se a prefeito da cidade, e ainda, Odete Lara no papel de Laura, mulher do Coronel e amante de Mattos, e também Othon Bastos no papel do Professor desiludido. Gláuber teve seu trabalho reconhecido em Cannes no qual levou o prêmio do Júri de Melhor Diretor.


ELENCO
Maurício do Valle .... Antônio das Mortes
Odete Lara .... Laura
Othon Bastos .... Professor
Hugo Carvana .... Mattos
Jofre Soares .... Coronel Horácio
Lorival Pariz .... Coirana
Rosa Maria Penna .... Santa Bárbara
Emmanuel Cavalcanti .... pastor
Vinícius Salvatori .... Mata Vaca


______________________________________

Um comentário:

  1. Apesar de ter assistido muitos filmes, ainda não conferi trabalho algum de Glauber Rocha.

    Abraço

    ResponderExcluir