terça-feira, 26 de abril de 2011


Sangue Mineiro
de Humberto Mauro, Brasil, 1929, 82 min

Filme visto dia: 26/04/2011

Cotação
Força estética:

Comentário: Mais um filme visto do grande diretor brasileiro Humberto Mauro (1897-1983), filme este que faz parte do chamado Ciclo de Cataguases, época em que foram produzidos vários filmes nesta famosa cidade de Minas Gerais e onde surgiram talentos como os do fotógrafo Edgar Brasil e das atrizes Eva Nil, Nita Ney e Carmen Santos.

A trama deste Sangue Mineiro gira em torno de Carmen, interpretada por Carmen Santos, uma jovem que após a morte do pai, vivia sob a tutela de um empresário paulista chamado Juliano Sampaio, papel de Pedro Fantol, e durante uma festa de São João, Carmen tem uma grande decepção ao ver seu namorado, Roberto, beijando a filha de Juliano, Neusa, papel de Nita Ney, e após o ocorrido ela tenta o suicídio e é salva pelos primos Christovam e Máximo, interpretados pelos atores Maury Bueno e Máximo Serrano. Carmen envergonhada pelo acontecimento decide não voltar mais para a casa de seu tutor e vai morar na fazenda Acaba-mundo junto com a mãe dos primos que a salvaram e o pequeno irmão de Máximo chamado Tuty. Sangue Mineiro foi escolhido como o segundo melhor filme brasileiro em 1930 através de uma promoção feita pelo Jornal do Brasil. No filme há também a participação de Adhemar Gonzaga (1901-1978), interpretando o Pai de Carmen, ele que foi outro diretor que se destacou durante o Ciclo de Cataguases e que chegou a produzir mais de 40 filmes ao longo de sua carreira. O diretor Humberto Mauro também aparece em uma ponta como um empregado da Fazenda.

O mais triste fato desta época do Ciclo de Cataguases é saber que várias produções foram perdidas, restanto hoje apenas fotografias feitas durante as produções. Uma pena.



______________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário