quinta-feira, 5 de maio de 2011


Lágrimas de um palhaço
de Victor Sjostrom, He Who Gets Slapped, EUA, 1924, 71 min

Filme visto dia: 05/05/2011

Cotação
Força estética:

Comentário: Este já tem lugar certo na lista dos melhores vistos neste ano de 2011, obra-prima de Victor Sjostrom baseada na peça Tot, kto poluchayet poshchechini escrita por Leonid Andreyev.

Lágrimas de um Palhaço tem como grande curiosidade ser o primeiro filme produzido pela recém-criada Metro-Goldwyn-Mayer e conta com a brilhante atuação de Lon Chaney (1883-1930), interpretando o cientista Paul Beaumont, que após ser traído pela mulher com seu melhor amigo e tutor, o Barão Regnard, interpretado por Marc McDermott, transforma-se em um famoso palhaço chamado Bofetada que usa sua tragédia pessoal para fazer o público rir, e assim, vai arquitetando sua vingança com o mote "ri melhor quem ri por último". Paul é duplamente traído pelo homem que considerava um amigo, no dia da desefa de sua tese, vê o Barão Regnard humilhá-lo diante da comunidade de cientistas apresentando as descobertas de Paul como sendo dele, ou seja, além de deixá-lo como um corno, o Barão ainda o despreza como se fosse um pobre desgraçado.

Além da grandiosa atuação de Chaney, temos como destaque a belíssima fotografia de Milton Moore (1884-1956), a elegância narrativa de imagens de Sjostrom, a maquiagem soberba de Sophie Wachner (1879-1970) e a direção de arte exuberante do famoso irlandês Cedric Gibbons (1893-1970), que juntos transformam o circo e o aspecto visual de Chaney em um espetáculo à parte. No elenco vale destacar também a beleza e expressividade de Norma Shearer (1902-1983), uma das mais belas atrizes do cinema mudo e considerada a "Rainha da MGM", interpretando a amazona Consuelo e ainda John Gilbert no papel de Bezano e Tully Marshall no papel do Conde Mancini, pai de Consuelo.

ELENCO

CENAS DO FILME











Lon Chaney em atuação magnífica na pele do Palhaço Bofetada. Tragédia e comédia andam juntas.


































Consuelo, a amazona interpretada por Norma Shearer em cena com o palhaço Bofetada, interpratação soberba do grande Lon Chaney.





______________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário