sábado, 25 de junho de 2011


O Sabor da Melancia
de Tsai Ming-Liang,Tian bian yi duo yun, 2004, França / Taiwan, 114 min

Filme visto dia: 26/06/2011

Cotação
Força estética:

Comentário: É impressionante o descaso que boa parte do público que assiste filmes blockbuster e de entretenimento rasteiro tem para com filmes que propõem uma linha narrativa diferenciada, na qual os diretores usam planos longos, com câmera estática e personagens que não são as patricinhas maquiadas ou os sujeitos bombados. Dos críticos ditos profissionais já se espera que tenham paciência para com filmes com outras propostas estéticas e mesmo assim há grandes disparidades de opinião entre eles. Ao ler vários comentários de diversos jornalistas, blogueiros e críticos profissionais sobre este O Sabor da Melancia de Tsai Ming-Liang, não tenho como não colocá-lo como uma das obras-primas que vi este ano concordando com todos aqueles que falaram do filme de forma positiva.

O diretor continua abordando a temática da solidão, a incomunicabilidade dos tempos atuais, e aqui também pontua o drama das personagens com os inusitados números musicais que são uma delícia de se ver. Estou correndo atrás para conferir "What time is it there?" no qual este O Sabor da Melancia parece ser uma espécie de continuação usando os mesmos personagens, o ator fetiche do diretor, Lee Kang-Sheng e a atriz Chen Shiang-Chyi. O filme tem cenas quase pornográficas, mas o sexo é apenas simulado, não há cenas explícitas. O diretor usa diversos simbolismos para enaltecer a plasticidade de suas criações visuais, e aqui o que prevalece é a melancia, a fruta fetiche muito usada como símbolo erótico.


Sinopse: De volta de uma viagem à França, a jovem Shiang-Chyi, interpretada pela atriz Chen Shiang-Chyi chega a Taipé e descobre que o local onde marcou um encontro com o vendedor de relógios Hsiao-Kang está destruído, Hsiao é interpretado pelo ator fetiche do diretor, Lee Kang-Sheng. A cidade também sofre uma seca terrível, que a obriga a encher garrafas de água em banheiros públicos ou matar a sede com suco de melancia. Um dia ela e Hsiao-Kang se encontram por acaso no parque e iniciam um romance. Mas o que ela não sabe é que o vendedor agora atua como ator pornô, em produções filmadas próximo à sua casa.


CURIOSIDADE
- Inicialmente era intenção do diretor Tsai Ming-Liang que a história narrasse o encontro de uma avó com seu neto, sem saber que ele trabalhava no cinema pornô. Esta idéia foi descartada após Ann Hui, diretora e amiga de Tsai, ser impedida de interpretar a personagem da avó. Com isso o diretor devidiu por alterar a história, retirando a avó e colocando uma jovem que retorna de viagem em seu lugar.


Premiações:
- Prêmio FIPRESCI - Festival de Berlim 2005.
- Urso de Prata - Realização Artística - Festival de Berlim 2005.
- Indicado para Urso de Ouro – Festival de Berlim 2005.
- Indicado aos Golden Horse Awards de melhor diretor e melhor filme – Festival de Cinema de Taipei 2005.




______________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário