quarta-feira, 5 de outubro de 2011


Aniki Bobó
de Manoel de Oliveira, Portugal, 1942, 71 min

Filme visto dia: 05/10/2011

Minha Cotação:

"Anikibébé. Anikibóbó. Passarinho. Tótó.
Berimbau. Cavaquinho. Salomão. Sacristão.
Tu és polícia. Tu és ladrão."

Comentário: Aniki Bobó foi o primeiro longa-metragem de ficção do grande Manoel de Oliveira, o diretor português que é o mais velho do mundo ainda em atividade, ele nasceu em 11 de Dezembro de 1908 e continua realizando seus filmes aos 102 anos de idade. A trama de Aniki Bobó é uma singela história que narra as peripécias de Carlitos, um menino tímido e pobre que se apaixona por uma bela menina chamada Teresinha, mas Carlitos não é o único apaixonado pela bela menina, um valentão chamado Eduardinho divide com ele as atenções da jovem. O filme foi muito mal recebido por vários críticos portugueses na época, e teve seu reconhecimento apontado anos mais tarde e hoje é tido como um dos principais filmes da filmografia lusitana sendo considerado por alguns críticos como o filme precursor do que futuramente seria chamado de Neo Realismo Italiano. O diretor Manoel de Oliveira ficou 21 anos sem filmar após a realização de Aniki Bobó, apenas em 1972 ele regressou aos cinemas e de lá pra cá tem realizado um filme a cada dois ou três anos.




______________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário