sábado, 24 de março de 2012

Moebius
de Gustavo Mosquera, Argentina, 1996, 88 min

Filme visto dia 24/03/2012

Cotação: 

 Texto de abertura do filme:   “O metrô é sem dúvida o símbolo dos tempos atuais. Um labirinto onde em silêncio cruzamos com nossos semelhantes, sem saber quem são e de onde vêm. Centenas de plataformas no qual levamos para estabelecer um equilíbrio, analisar a situação e tentar olhar para além de um trem, uma mudança de vida. É um jogo estranho em que mergulhamos em túneis sem fim, sem perceber que cada transferência definitivamente muda o nosso destino. Com o metrô descobriu a máquina mais poderosa de olhar. Mas nunca imaginei que em breve ocorreria comigo”

Comentário: Esta excelente ficção argentina de 1996 é um daqueles filmes desconhecidos que merecem atenção pela qualidade de sua confecção, muito bem dirigida, e com boas atuações do elenco além do intrigante roteiro que trabalha com a idéia da 4ª dimensão baseado no conto "A Subway Named Mobius" do escritor alemão Armin Joseph Deutsch e na idéia da figura topológica do matemático alemão August Ferdinand Moebius (1790-1868), prestando também uma homenagem à literatura labiríntica do grande escritor argentino Jorge Luís Borges (1899-1986). A trama gira em torno do desaparecimento do trem UM-86 no metrô de Buenos Aires, fato este que deixa enlouquecido o responsável por manter as linhas em ordem, como pode um trem contendo cerca de 30 a 40 passageiros simplesmente desaparecer? Para tentar resolver o enigma o matemático e topógrafo Daniel Pratt, empregado da companhia responsável pela construção dos túneis, é enviado para tentar resolver o enigma.


A Fita de Möbius ilustrada por Escher numa versão animada. 
 Nela é possível perceber o paradoxo espacial.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Na cena abaixo Daniel Pratt andando no metrô e vemos o nome BORGES em um letreiro na parede fazendo referência ao escritor argentino Jorge Luís Borges.



__________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário