quinta-feira, 10 de maio de 2012

A Vida É Um Rio Selvagem 
de Gabriela Egito, Brasil/EUA, 3 min, 2011

Filme visto dia: 10/05/2012


Minha Cotação:

Comentário:  Assisti hoje o documentário curta-metragem da diretora Gabriela Egito sobre a tragédia que ocorreu na cidade de Rio Largo (AL) em 2010. A cidade que fica localizada a 29 km da capital Maceió foi invadida pelo Rio Mundaú deixando cerca de 300 pessoas desabrigadas. O documentário traz uma informação surpreendente ao seu final mostrando a força da natureza humana quando o assunto é a superação de uma tragédia. 


A Diretora Gabriela Egito.
Veja mais informações sobre Gabriela no site IMDB.




Conheça mais um pouco sobre o trabalho desta brasileira vencedora. Matéria do programa Planeta Brasil que mostra a vida de brasileiros que se destacam no exterior.



Obs: Veja esta matéria da Revista Veja mostrando uma das causas possíveis da inundação.



Matéria de Divulgação enviada para Imprensa.
 -----------------------------------------------------------------------------------------------------
Documentário sobre enchente em Alagoas
disputa Festival de Filmes Curtíssimos


Diretora premiada em festivais internacionais montou o filme em Los Angeles

O documentário “A Vida É Um Rio Selvagem”, de Gabriela Egito, é um dos 44 filmes selecionados para a mostra competitiva brasileira do Festival Internacional de Filmes Curtíssimos. O vídeo -- que mostra o impacto da enchente do Rio Mundaú na vida dos moradores da cidade de Rio Largo (AL) -- será exibido sexta (11), às 20h, e sábado (12), às 17h, no Museu da República, em Brasília.

O evento faz parte da programação do Festival International des Très Courts, originalmente criado na França como vitrine da produção audiovisual mundial de filmes de até 3 minutos, e que atualmente conta com exibições simultâneas em 15 países, dentre os quais Bélgica, China, Espanha, Hungria e Romênia. Integrante da mostra competitiva brasileira, “A Vida É Um Rio Selvagem” concorre a três prêmios: Melhor Filme, Originalidade, e Prêmio do Júri Popular.

Gabriela define seu documentário como uma lição de vida contada em três minutos através de imagens, sem diálogos. "Não é um filme sobre castástrofe, mas sim sobre superação. Ao final, um texto curto revela que cerca de 500 famílias perderam suas casas, mas no mesmo ano foram celebrados 338 casamentos e 1.135 bebês nasceram no município. Ou seja, o ser humano tem um poder extraordinário de dar a volta por cima nas maiores adversidades da vida", explica a diretora.

Quando a enchente ocorreu, em julho de 2010, Gabriela estudava cinema em Los Angeles, onde reside atualmente. "Já havia estado em Rio Largo por diversas vezes quando morava em Maceió e o relato de amigos por telefone sobre a devastação da cidade me comoveu profundamente", lembra.

Para montar o documentário em Los Angeles, Gabriela garimpou vídeos na internet e reuniu fotos. Com um rascunho do projeto em mãos, ela contactou o cinegrafista Klismair Almeida, da KL Filmes, autor de praticamente todos os vídeos utilizados. “Quando assistiu à minha pré-montagem, o Klismair adorou a proposta e topou na hora fazer uma parceria”, conta a diretora.

Da mesma forma, ela contactou um compositor com quem já havia trabalhado anteriormente, o colombiano Leo Perez, que mora na Flórida. “Ele achou incrível como as músicas dele se encaixaram com perfeição no que eu queria expressar, apesar de ele não ter composto originalmente para o filme”, lembra a cineasta.

Além do documentário, Gabriela tem mais dois filmes de ficção no circuito de festivais. Seu curta “Coisado”, ainda inédito no Brasil, ganhou o prêmio de Melhor Curta de Drama no Atlantic City Cinefest e fez parte da seleção oficial do Dark Bridges Film Festival, semana passada no Canadá. Também já está escalado para o Los Angeles Brazilian Film Festival, que acontece de 15 a 19 de julho. E seu curta “Sinergia”, vencedor do Merit Award no Awareness Film Festival, já percorreu uma dezena de festivais pelo mundo, inclusive o Curta Santos. A diretora tem um blog onde conta suas aventuras cinematográficas: Brazilian Girl in LA (www.brgirlinla.com).

Ficha Técnica

Direção: Gabriela Egito
Produção: Gabriela Egito
Fotografia: Klismair Almeida
Trilha Sonora: Leo Perez

Montagem: Gabriela Egito
Duração: 3 min.
Ano: 2011
País: Brasil/EUA
Gênero: Documentário
Cor: Colorido
Distribuidora: Egito Produções em associação com KL Filmes


________________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário