sábado, 9 de junho de 2012

Casa da Mãe Joana
de Hugo Carvana, Brasil, 2008, 95 min

Filme visto dia: 09/06/2012

Minha Cotação:

Comentário: Tem seus momentos esta comédia do diretor Hugo Carvana (1937) que estreou na direção de um longa em 1973 com o filme Vai Trabalhar, Vagabundo no qual o próprio Carvana interpretava o personagem principal. Este Casa da Mãe Joana é o 8º longa dirigido por Hugo Carvana e consegue ter alguns momentos divertidos graças à atuação de Paulo Betti na pele do gigolô PR. Os atores José Wilker e Antônio Pedro Borges não conseguem acompanhar o talento de Betti para comédia e este fato enfraquece bastante os vários esquetes cômicos criados para tentar arrancar risos da platéia. Para o público masculino o diretor explora com bastante sensualidade a nudez da modelo e atriz Fernanda de Freitas (1980) que interpreta a personagem Tainacã. Apesar da cara de menina ela já contava seus 30 anos. Vale ressaltar ainda a participação de Agildo Ribeiro na pele do comendador homossexual Lola Brandão, ele que já tem uma parceria com Carvana desde os anos 60 quando atuaram juntos em Esse Rio que Eu Amo de Carlos Hugo Christensen. Comparado com o novo longa lançado ano passado com Tarcísio Meira, este Casa da Mãe Joana consegue ser um programa bem mais divertido.


Elenco
    José Wilker.... Juca
    Paulo Betti.... PR
    Antônio Pedro Borges.... Montanha
    Laura Cardoso.... Herly
    Fernanda de Freitas.... Tainacã
    Pedro Cardoso.... Vavá
    Malu Mader.... Laura
    Juliana Paes.... Dolores Sol
    Agildo Ribeiro.... Comendador/Lola Brandão
    Miele.... Camões
    Claudio Marzo.... Leopoldo
    Arlete Salles.... Cliente
    Beth Goulart.... Cliente
    Cláudia Borioni.... Madame
    Maria Gladys.... Bêbada no ateliê
    Lu Grimaldi.... Cliente
    Roberto Maya.... Oficial de Justiça
    Hugo Carvana.... Salomão



__________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário