quinta-feira, 7 de junho de 2012


Viva Enquanto Puder
de Ray Lawrence, Bliss [Director's Cut], Austrália, 1985, 112 min

Filme visto dia: 0706/2012

Minha Cotação:

Comentário: Assisti hoje o longa australiano "Bliss" lançado em 1985 dirigido por Ray Lawrence baseado no livro do escritor Peter Carey (1943). O filme é uma sátira à hipocrisia social com cenas que extrapolam os limites da realidade recheado de cenas surrealistas e fantasiosas narrando os acontecimentos na delirante vida do executivo Harry Joy, interpretado pelo ator australiano Barry Otto (1941). O filme tem bons momentos, mas exige extrema paciência do espectador por causa da enfadonha montagem.


Sinopse: Harry Joy, um executivo de publicidade que vive em uma desconhecida cidade australiana é conhecido por sua capacidade de contar histórias. Certo dia ele tem uma experiência de quase-morte após sofrer um ataque cardíaco fulminante provocado por seu estilo de vida nada saudável. Após a recuperação ele acredita estar agora vivendo em uma outra realidade, como se estivesse em um inferno terrestre onde agora ele consegue ver a realidade por trás de tudo. Ele finalmente descobre que sua mulher é infiel, sua filha faz sexo com o irmão em troca de dinheiro para consumir drogas, e seu mais recente cliente é um poluidor cancerígeno. Harry então tenta afastar-se das armadilhas desta nova vida e entra uma assustadora e delirante onda de eventos bizarros. Vai parar em um hospital psiquiátrico, apaixona-se por uma prostituta chamada Honey Barbara e a partir daí passa a tentar conquistar o amor dela.


VHS [Capa]




______________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário