quarta-feira, 19 de junho de 2013

Kapo de Gillo Pontecorvo

Kapò
de Gillo Pontecorvo, Itália,1960,  116 min

Filme visto dia: 19/06/2013

Minha Cotação: 

Comentário  [Não Leia caso não tenha visto o filme ainda]  "Vejam então, em Kapo, o plano em que Terese (Emmanuelle Riva) se suicida, jogando-se no arame farpado eletrificado; o homem que decide, nesse momento, fazer um travelling para frente para reenquadrar o cadáver em contra-plongée, tomando o cuidado de inscrever exatamente a mão levantada num ângulo de seu enquadramento final, esse homem só tem direito ao mais profundo desprezo." (Cahiers du Cinéma, nº120)

A passagem acima remete à crítica de Jacques Rivette publicada na revista Cahiers du Cinéma sobre uma determinada cena do filme Kapò de Gillo Pontecorvo pela forma explícita e chocante que a cena é filmada. O desprezo de Rivette para com a obra creio eu vai pela forma brutal e talvez exageradamente explícita para os padrões da época e para o tipo de filme na qual Pontecorvo parecia querer trabalhar. No entanto, o romance criado para lançar a protagonista de volta à humanidade parece não se encaixar muito bem ao sofrimento e à situação em que se encontravam os personagens presos no campo de concentração durante a segunda guerra mundial. Entretanto, a beleza das cenas que Gillo Pontecorvo constrói nesta obra  faz deste filme um espetáculo grandioso e que sofreu críticas pela espetacularização na qual Pontecorvo filma este que é um dos momentos mais dolorosos da vida humana na terra. A atriz principal Susan Strasberg (1938-1999)  interpreta a personagem principal, a jovem judia que é levada para os campos de concentração juntamente com seus pais no período da segunda guerra mundial. Pontecorvo chegou a declarar em entrevista que Susan não foi a escolha certa para o papel, mas a influência de seu pai, Lee Strasgerg, famoso diretor e ator do Actors Studio de Nova Iorque e o sucesso da atriz na época interpretado a jovem Anne Frank na peça O Diário de Anne Frank pesaram na sua escolha.


Obs: o termo Kapò refere-se às Chefes que vigiavam as prisioneiras nos campos de concentração.

    Susan Strasberg (1938-1999)



___________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário