terça-feira, 23 de julho de 2013

Artes Liberais

Artes Liberais
Direção: Josh Radnor

Minha nota: 8,0

Um filme prazeroso de se ver, principalmente se você já tem uns 30 anos ou mais, já terminou a faculdade e já superou algumas daquelas fases da adolescência em que não sabemos direito o que queremos fazer das nossas vidas e como agir em certas situações. Entretanto, é claro que se você ainda não tem 30 anos e é um adolescente em busca de uma boa trama para pensar sobre seu futuro, este é um filme que vale a pena assistir. 

A trama gira em torno de um homem chamado Jesse Fisher, interpretado pelo diretor e roteirista do filme, Josh Radnor, aqui em seu segundo longa, acredito eu de uma promissora carreira. Jesse está indo participar da festa de aposentadoria de seu antigo professor realizada na mesma Universidade onde obteve sua graduação. Chegando lá conhece uma jovem de 19 anos chamada Zibby, interpretada por Elizabeth Olsen, isso mesmo, ela é a irmã mais jovem das gêmeas Mary-Kate e Ashlen Olsen que fizeram uma série de filmes infanto-juvenis na década de 90 até o começo dos anos 2000. Elizabeth vem construindo uma carreira cinematográfica respeitada em papéis dramáticos, desde o sucesso do excelente Martha Marcy May Marlene lançado em 2011. 

Durante o período em que Jesse retorna à universidade ele constrói algumas amizades, reencontra sua antiga professora de literatura interpretada por Allison Janney, excelente no papel (é justamente com ela a melhor cena do filme); e em idas e vindas pela Universidade acaba descobrindo aquela que será a mulher de sua vida. Tudo isto regado a belas músicas clássicas como as citadas óperas "Thaïs" de Jules Massenet e "Cosí fan tutte" de Mozart. Excelente filme.


Liberal Arts (2012) on IMDb
Link para a ficha técnica do filme no IMDB.


____________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário