segunda-feira, 8 de julho de 2013

Cinco Câmeras Quebras


Cinco Câmeras Quebradas
de Emad Burnat e Guy Davidi, Palestina/Israel/França, 5 Broken Cameras, 2011, 94 min

Filme visto dia 08/07/2013

Minha cotação: 

As feridas do passado não têm tempo para se curar. As novas as cobrem. Então, eu filmo para guardá-las em minha memória.”  Emad Burnat

Comentário:  A força deste documentário do cinegrafista Palestino Emad Burnat e do israelita Guy Davidi reside na potência avassaladora das imagens captadas por Burnat que as usa como forma de registro, terapia e escudo para relatar ao mundo os conflitos entre ocupantes palestinos de um território em uma pequena vila chamada Bil'in na Cisjordânia. Burnat juntamente com sua família e amigos lutam para que suas terras não sejam tomadas pelo governo israelense que pretende construir um assentamento para proteger alguns judeus na região. A primeira câmera de Burnat foi comprada com a finalidade de registrar momentos do nascimento de seu quarto filho Gibreel e consequentemente para acompanhar os conflitos entre palestinos e israelenses durante a construção de um assentamento de judeus na região onde vivia. A bandeira do Brasil aparece em alguns momentos por causa de Soraya, esposa de Burnat que morou no Brasil em sua infância. Cinco Câmeras Quebradas é um daqueles filmes que causam calafrios, fazem refletir sobre a natureza humana e ao mesmo tempo nos encoraja a lutar em favor de um mundo mais justo e igualitário.



_____________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário