quarta-feira, 3 de julho de 2013

Líbero Luxardo


1908-1980

Líbero Luxardo, natural de São Paulo, mas radicado no Pará na década de 1940, foi jornalista, político, intelectual e cineasta de grande expressão na cultura regional, autor dos romances Marajó e Um dia qualquer. Foi, também, um renovador da cinematografia nacional com o curta metragem Aruanã e os longas, Um Dia QualquerMarajó, Barreira do Mar e Três Balas e um Diamente – sobre o garimpo paraense – dos quais participaram apenas atores locais, e com os quais deu origem à indústria cinematográfica local.
Líbero Luxardo foi o primeiro cineasta a filmar longas com técnicos e atores paraenses, privilegiando temas amazônicos em seus roteiros. As trilhas sonoras de seus filmes também exaltavam a música do Pará, destacando artistas como o maestro Waldemar Henrique e o compositor Paulo André Barata.
FILMOGRAFIA 
Obs: Para acessar os comentários dos filmes que já vi deste cineasta clique nos títulos abaixo.
Brutos Inocentes 
Marajó, Barreira do Mar 
Um Diamante e Cinco Balas 
 Um Dia Qualquer 
 Aruanã (documentary) 
 A Luta Contra a Morte (documentary) 
 Caçando Feras 
 Alma do Brasil 



___________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário