segunda-feira, 29 de julho de 2013

Out 1, noli me tangere


Out 1, noli me tangere,1971, 773 min
Direção: Jacques Rivette

Minha nota: 9,0


Concluí hoje o último episódio que compõe este longa de mais de 12 horas de duração que me tomaram um certo tempo durante a última semana. Trata-se de um dos mais longos filmes lançados comercialmente com uma exibição em 1971 no Museu da Cultura de Le Havre e uma outra exibição em 1991 na Alemanha durante o Festival Internacional de Berlim. Esta cópia que conferi foi exibida na TV Italiana Rai 3. São 8 episódios que variam entre 90 e 100 minutos, narrando os ensaios de dois grupos teatrais que estão encenando duas tragédias gregas, "Sete Contra Tebas" e "Prometeu Acorrentado", e ao longo das doze horas acompanhamos também um homem misterioso interpretado por Jean-Pierre Léaud, que em certo momento da trama finge ser surdo e de repente entra numa paranoia que envolve encontrar uma sociedade secreta baseada na História dos 13 de Honoré de Balzac (1799-1850), uma trilogia composta pelas obras Ferragus, A duquesa de Langeais e A menina dos olhos de ouro. Outra personagem que também acaba ficando paranoica por causa das sociedades secretas é a personagem Frederique, interpretada por Juliet Berto, uma jovem que a princípio vive de trambiques roubando homens que ela seduz. Exigindo uma monstruosa paciência para qualquer cinéfilo, o filme ganha contornos interessantes graças ao mistério criado principalmente com os dois personagens centrais interpretados por Juliet Berto e Léaud, e também pelos exercícios de atuação dos grupos teatrais. O que mais a obra me despertou foi a vontade de voltar a  ler os livros de Honoré de Balzac, já que a única obra que li deste famoso escritor até o momento foi Pai Goriot, uma das obras mais famosas de sua "Comédia Humana" composta por 89 romances.



Out 1, noli me tangere (1971) on IMDb
Link para a ficha técnica do filme no IMDB.


Comentário de Out 1, noli me tangere lançado no Facebook: Terminei hoje de conferir um dos mais longos filmes a terem sido exibidos comercialmente, "Out 1, noli me tangere" com mais de 12 horas de duração. Maiores que ele somente "The Clock" de Christian Marday com 24 horas; A Viagem (Resan) de Peter Watkins com 14 horas e 30 minutos e o famoso filme de Joris Ivens e Marceline Loridan chamado "How Yukong Moved the Mountains" com 12 horas e 17 minutos.

Obs: Existem filmes experimentais que duram dias como Moder Times Forever (10 dias de duração) e Cinemáton (7 dias e 13 horas), mas este especialmente é um filme em processo já que o Gérar Courant continua ampliando a obra filmando novas celebridades em momentos íntimos. Existem outros filmes com duração extrema como Beijin 2003 que é um passeio de carro por Pequim que dura 6 dias e 6 horas assinado pelo artista Ai Weiwei.

__________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário