sábado, 31 de agosto de 2013

As Sete Faces do Dr. Lao



As Sete Faces do Dr. Lao, 1964
Direção: George Pal

Minha nota: 8,5

[Este comentário contem Spoilers] Revi hoje após muitos anos um daqueles clássicos filmes de fantasia que passavam no programa Sessão da Tarde da Rede Globo e que eu sempre gostava muito de ver e rever. Trata-se das Sete Faces do Dr. Lao, misto de aventura e fantasia com um elenco carismático encabeçado pelo ator Tony Randall que interpreta além do chinês Dr. Lao outros cinco personagens: o abominável homem das neves (creditado para Tony mas na verdade foi o filho do diretor George Pal quem vestiu a fantasia), a medusa, o mago Merlin, Apollonius de Tyana, Pã (o deus do amor), o membro da assistência e na sua sétima face Randall dubla a voz da serpente que surge no circo como uma imitação da personalidade do vilão da trama, o magnata Clint Stark. 

As sete faces são reveladas na cena em que o pequeno peixinho do aquário, o mascote do Dr. Lao, transforma-se no gigantesco monstro do mar que surge na tela graças aos efeitos especiais assinados por Jim Danforth. A trama acompanha os cidadãos de uma cidade chamada Abalone, na qual o Dr. Lao chega cavalgando seu pequeno burro e com seu circo dos horrores transforma a cidade e impede que o famigerado magnata Clint Stark (Arthur O'Connell) compre todas as casas da cidade afugentando os moradores do local. No elenco principal ainda temos o editor Ed Cunningham, interpretado por John Ericson, um valente jornalista que duela contra Clint Stark em defesa da cidade e a jovem bibliotecária viúva chamada Barba Eden que vive com a mãe e seu filho e por quem Ed se apaixona. O filme ganhou um prêmio honorário entregue ao maquiador William Tuttle por seu incrível trabalho de maquiagem no ator Tony Randall. Indicado também para o Oscar de Melhores Efeitos Especiais perdeu o prêmio para o longa Mary Poppins.


As 7 Faces do Dr. Lao (1964) on IMDb
Nota geral do IMDB com link para a ficha técnica.



__________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário