sexta-feira, 16 de agosto de 2013

O Príncipe Kung Fu


O Príncipe Kung Fu, 2005
Direção: Vários [Hyperfilmes]

Minha nota: 8,0

A Hyperfilmes, produtora amazonense de filmes trash realizou o divertido "O Príncipe Kung Fu", o primeiro longa-metragem da produtora. O Amazonas é atualmente representado em termos de filme trash na figura de Aldenir Coti, o famoso Rambú da Amazônia e no pessoal da Hyperfilmes. Este divertido longa narra as aventuras do príncipe kung fu (Tiê) que quer vingar a morte de seu mestre, o sábio Branshu (Daniel) assassinado pelo gangster Tony Harison (JucyLande). O filme começa a emplacar em termos de diversão quando o Monge Negro (Edney) e seu discípulo Tony Harison resolvem criar um torneio de artes marciais convocando os melhores lutadores do mundo para lutarem por um prêmio de um bilhão de dólares. Para vingar a morte de seu parceiro também assassinado  pelo gangster Tony, o policial John Smith (Ademar) se une ao príncipe kung fu para adentrar no torneio e acabar de uma vez com as maldades do Monge Negro e seu discípulo. Prepare-se para 80 minutos de muita diversão, com direito a várias cusparadas de suco de morango em paredes brancas e pedaços de isopor, golpes de karate e gritos histéricos do Monge Negro. As melhores cenas ficam por conta do Samuray (Edney),  Makusa Lótus (Julia), o pobre Ki-bala (Maitó) e a cena do coração que é simplesmente hilariante. Diversão garantida para quem gosta de filme trash e com certeza é desde já um dos candidatos a filme "cult" do cinema de bordas nacional.





____________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário