sábado, 14 de dezembro de 2013

Gato


Gato
Direção e roteiro: Joel Caetano 

Minha nota: 9,0  [ UNIVERSO TRASH]


Obs: Não leia o trecho destacado em vermelho no comentário caso ainda não tenha visto o filme / Spoiler Alert!

Comentário: Há alguns dias venho conferido os filmes do Joel Caetano, um dos cineastas de maior destaque do cinema de bordas nacional atualmente. Até a presente data do lançamento desta postagem conferi três obras: Estranha (2011), Minha Esposa é um Zumbi (2006) e este Gato (2009), que é até o momento o trabalho mais maduro e também o mais premiado de sua carreira. A trama inicia com um clima sombrio, mas logo aparecem os elementos cômicos quando o solitário homem abandonado por sua esposa começa a falar com seu gato de estimação. O destaque vai desde a criação e construção da personalidade do gato, humanizado e bem interpretado por Cindi Lauper Maria Mancine (de acordo com os créditos colocados no próprio site do Joel, a RZP) e a cena mais impactante e digna de elogios, o momento em que a cabeça da garota morta acidentalmente salta da geladeira e começa a falar com o solitário, usando os enquadramentos certos e uma boa edição Caetano consegue dar vida à cabeça sem recorrer a efeitos digitais. Divertido e criativo, um daqueles filmes que nos faz pensar que é possível fazer bons filmes com recursos limitados.

O filme pode ser conferido logo abaixo ou se preferir no Youtube, canal da RZP.




________________________________________________________

Um comentário:

  1. Obrigado pela divulgação de nosso trabalho!!!

    ResponderExcluir