sábado, 22 de março de 2014


Cinderela Baiana
Direção: Conrado Sanchez, Brasil, 1998

Minha nota: 7,0 [Universo Trash]



Adiei por muitos anos ver este filme, tido por muitos blogueiros como o pior filme nacional da década de 90, ou até mesmo de todos os tempos, na frente de pérolas como O Inspetor Faustão e O Malandro, O Segredo dos Golfinhos (com a Eliana), Fuscão Preto (com atuação de Xuxa Meneghel) e tantas outras pérolas toscas nacionais. O fato é que o filme até que me surpreendeu em sua pureza e diria, não sei até que ponto, precariedade e ingenuidade extremas, que acabaram gerando aquele teor que provoca riso involuntário e cria uma aura cômica interessante em meio ao caos narrativo. Tudo graças à atuação extremamente nonsense da dançarina Carla Perez, estrela do filme, e na época uma famosa dançarina do grupo musical É O Tchan; e logicamente, do roteiro bizarro cheio de tosquices e inúmeros erros grotescos.

O diretor e roteirista do filme, Conrado Sanchez, que iniciou sua carreira na boca do lixo paulistana em 1981 com o filme "Como Afogar o Ganso", foi o encarregado de conduzir este longa lançado em VHS em 1998 pela PlayArte Home Video. Após o grande fracasso nas bilheterias e as diversas críticas negativas, o longa teve sua circulação proibida através de uma ação judicial, mas isto logicamente não iria fazer o filme desaparecer, pois foram vendidas muitas cópias em VHS e ele é hoje facilmente encontrado na internet em diversos sites e até mesmo no Youtube, onde se tornou um sucesso. Outros fatos curiosos que merecem destaque na produção: a participação do Lázaro Ramos, que usou o dinheiro ganho com o filme para pagar sua faculdade de artes cênicas, o filme foi colocado no IMDB como uma comédia dramática de horror, isso mesmo, comédia de horror; nos créditos iniciais grafaram erroneamente o título "Cinderela Bahiana" com "H", nem isso atentaram de tão descuidada que era a produção, e para fechar este breve comentário vale ressaltar a atuação exagerada e canastrona de Perry Sales, na pele do inescrupuloso empresário Pierre. Quem curte produções bizarras de horror, comédia involuntária e tosquices em geral irá delirar.





_______________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário