sexta-feira, 2 de maio de 2014

O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro


O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro
Direção: Marc Webb, EUA, 2014, 142 min

Minha nota: 7,0




   Após quase 3 anos de espera o Cariri volta a ter salas de cinema com espaços reservados para os lançamentos comerciais das superproduções norte-americanas, e também para as produções nacionais, e quem sabe vez ou outra algum filme europeu, asiático ou de algum outro território deste vasto mundo. 

   Há sempre que ressalvar a presença constante no Cariri de outros espaços destinados a exibições de filmes mais voltados para a reflexão artística e cinematográfica, que são as exibições mediadas pelo Elvis Pinheiro, nosso querido moderador do grupo de estudos de Cinema do SESC em Juazeiro do Norte. Apesar destes espaços nunca terem deixado de existir durante a ausência do cinema mais comercial aqui na região, o Cariri estava carente de um espaço voltado para acompanhar as produções feitas para um mercado tecnológico ainda em expansão, através da cada vez mais realista tecnologia em terceira dimensão. A estréia de uma das salas dedicadas à exibição do cinema 3D aconteceu nesta sexta-feira, 02 de maio, com a exibição de O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro, uma daquelas produções megalomaníacas de 200 milhões de dólares que os americanos costumam investir anualmente, quase sempre com bons resultados e retornos garantidos nas bilheterias. 

   Com extrema curiosidade fui conferir logo na primeira sessão a estréia da nova sala 3D com o filme do famoso herói lançador de teias em versão dublada, mesmo não gostando muito de filmes dublados, já que esta era a única opção para o horário de 13:30, mas vale o alerta que a única opção para ver o filme legendado com a voz original dos atores só ocorrerá às 22 horas desta sexta-feira, prosseguindo com o mesmo horário no decorrer da semana. A sala 02 do espaço construído no Cariri Garden Shopping segue o padrão da Orient Cinemas, rede brasileira de complexos cinematográficos fundada e sediada em Salvador que ficou responsável esses anos todos pela reforma das novas salas do Cariri Garden Shopping, quem já conhece os outros espaços em Salvador, Fortaleza ou Pernambuco não irá sentir nenhum impacto, para o público não acostumado a estes espaços o prazer será maior. Achei a sala aconchegante, o som e as imagens em terceira dimensão condizentes com a alta expectativa criada pela longa espera. Já tive a oportunidade de ver filmes em 3D nos Estados Unidos e em termos de tecnologia posso dizer que o Cariri tem agora um espaço privilegiado para exibição de filmes. A única coisa que deixou a desejar foi o óculos 3D, ainda bem inferior aos usados nas salas que experienciei fora, mas por serem quase descartáveis, a um custo de R$ 4,00, podendo ser reutilizados em outras sessões pelos usuários, posso dar um desconto.

    Voltando as atenções agora para o longa do diretor Marc Webb, devo confessar que o filme até que me surpreendeu, pois já havia ficado bastante desapontado com o longa anterior, e indo de encontro à maré das críticas norte-americanas que estão bem divididas no Rottentomatoes, achei este um tanto superior ao reboot da franquia. A trama praticamente gira em torno de dois vilões, o Electro vivido por Jamie Foxx, e o duende vivido por Dane DeHaan, com uma atuação bem melhor de Andrew Garfield, interpretando o Homem-Aranha. As cenas de ação bem mais empolgantes que o anterior são a salvação do longa, que tem momentos bocejantes entre os hiatos das acachapantes e hiperbólicas cenas de ação. Vale ressalvar a bem construída cena da morte de Gwen Stacy, bem interpretada por Emma Stone, e a boa atuação de Jamie Foxx na pele do vilão principal, o Electro. 






_______________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário