quinta-feira, 3 de julho de 2014

RAID 2: BERANDAL E AS ÚLTIMAS SEMANAS


Por Wendell Borges

Dedicando-me estas últimas semanas à apresentação sobre a recepção e o cognitivismo no cinema para o Grupo de Estudos de História, Teoria e Crítica de Cinema no SESC, acabei deixando o blogue abandonado, mas estou voltando aí em breve com fôlego total dando início às pesquisas intensas sobre a história do cinema de horror, assim como a continuação da minha busca em compreender melhor a filosofia de Gilles Deleuze e principalmente suas duas grandes obras voltadas para pensar o cinema. 

Nestes últimos dias vi poucos filmes, alguns curtas e poucos longas, entre eles um filme de ação da Indonésia, o aguardado Raider 2: Berandal, com direção de Gareth Evans, diretor galês atualmente residindo na Indonésia, onde vem dirigindo filmes de ação com o ator e artista marcial Iko Uwais. Berandal é daqueles trabalhos de uma plasticidade e violência gráfica cheias de estilo e virtuosidade, as coreografias utilizando o Pencak Silat dão uma intensidade muito grande nas cenas de ação e o ator Iko Uwais consegue imprimir muita adrenalina e testosterona nos milhares de socos e chutes disparados ao longo do filme. Vale uma espiada.






_________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário