quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

A Queda da Casa de Usher / Obras citadas


A Queda da Casa de Usher
Publicação (1839)
Edgar Allan Poe

Por Wendell Borges

Estava lendo aqui o conto A Queda da Casa de Usher de Edgar Allan Poe, e resolvi fazer uma pesquisa, seguida de uma rápida postagem sobre as obras e os autores citados durante este trecho do conto, no qual o narrador-personagem descreve alguns dos livros que Roderick Usher lia atentamente.

(...) os livros que durante anos constituíram grande parte da existência mental do doente estavam , como se pode supor, em harmonia absoluta com esse caráter fantasmagórico. Lemos juntos, atentamente, obras como Vert Vert e a epístola La Chartreuse, de Gresset; Belphegor, de Maquiavel; Céu e inferno, de Swendenborg; Viagem subterrânea de Nils Klimm, de Holberg; Quiromancia, de Robert Flud, de Jean D`Indaginé e de De la Chambre; Jornada às distâncias azuis, de Tieck; e Cidade do sol, de Campanella. Um dos volumes preferidos era uma pequena edição in-oitavo do Directorium Inquisitorum, do padre dominicano Eymerico de Gerona; e havia passagens de Pomponius Mela (3), sobre os velhos sátiros africanos e mitológicos, sobre os quais Usher era capaz de sonhar durante horas. Seu maior prazer, no entanto, era a leitura de um raro e curioso livro em gótico in-quarto, o manual de uma igreja esquecida, as Vigiliae Mortuorum secundum Chorum Ecclesiae Maguntinae.



Jean-Baptiste Louis Gresset (1709-1777)

Deste poeta francês são citadas as seguintes obras: Os poemas Vert-vert (verde-verde), publicado em 1734 e La Chartreuse (1736) (a palavra "Chartreuse"pode significar tanto uma cor que fica entre o verde e o amarelo, quanto um local onde era produzido um licor que pertencia a monges da ordem de carthusian, também conhecida como Ordem de São Bruno). A publicação deste poema causou a expulsão de Gresset da Sociedade de Jesus.

-------------------------------------------------------------------------

Nicolau Maquiavel (1469 - 1527). 

Belphegor de Maquiavel narra a vinda de um demônio para terra, incumbido de experienciar durante dez anos a vida matrimonial e descobrir porque tantos homens casados iriam parar no inferno.

Trecho inicial da fábula do italiano Nicolau Maquiavel (1469 - 1527)
(...)
"Embora assumisse com certa má vontade essa missão, obrigado, contudo, por ordens de Plutão, Belfagor se dispôs a seguir quanto havia sido determinado pela assembléia e a se submeter às condições que haviam sido solenemente estabelecidas por todos. E as condições eram as seguintes: que imediatamente fosse entregue àquele que fosse delegado para essa missão e quantia de cem mil ducados; com esse dinheiro deveria vir ao mundo e, sob forma de homem, escolher uma mulher com quem se casar e viver com ela durante dez anos; depois, fingindo morrer, voltar ao inferno e, pela experiência adquirida, relatar a seus superiores quais eram os ônus e as inconveniências do matrimônio. Foi decidido ainda que, durante esse período, ele estaria sujeito a todas as dificuldades e a todos os males que afligem os homens e que deveria enfrentar a pobreza, as prisões, a doença e todos os demais infortúnios em que os homens incorrem, podendo deles liberar-se unicamente com arte ou astúcia."
(...)


-------------------------------------------------------------------


Emanuel Swedenborg (1688-1772) foi um polímata (pessoa dotada de conhecimentos vastos e variados) e espiritualista sueco. É citado no conto sua obra "O Céu e O Inferno".

Para conhecer um pouco mais sobre a obra vastíssima de Swedenborg clique aqui.

Escute a introdução da obra neste vídeo:



------------------------------------------------------------

Ludvig Holberg (1684-1754)

Romance fantástico escrito por Ludvig Holberg: Viagem subterrânea de Nils Klimm, de Holberg (1741)
Link para download da obra (em inglês) que já se encontra em domínio público, mas acredito que ainda não tem tradução para língua portuguesa.

---------------------------------------------------------------


Os três trabalhos sobre Quiromancia citados no conto, escritos por três autores diferentes  são detalhados logo abaixo.

A quiromancia (do grego cheiro, "mão", e mancia, " profecia") é um método complexo de adivinhação e de interpretação de sinais baseados nas linhas da palma da mão e no seu formato, tamanho e textura.



Robert Fludd (1574-1637) Astrólogo e místico inglês.

[Página em espanhol comentando sobre Robert Fludd e as outras influências de Poe citadas na biblioteca de Roderick Usher].

------------------------------------------------------------------


Johannes Indagine/Jean de Indagine (1467-1537) - Astrólogo alemão
Quiromancia (1531)



--------------------------------------------------------------------------


Marin Cureau de la Chambre (1594 – 29 December 1669) Físico e filósofo francês. Publicou trabalhos de Quiromancia, digestão nos animais e Ocultismo.

---------------------------------------------------------------------------


[Clique para ampliar, introdução do livro Feitiço de Amor e Outros Contos de Ludwig Tieck, tradução de Maria Aparecida Barbosa, Editora Hedra]

Obra citada no conto de Ludwig Tieck: Jornada às distancias azuis/The Journey into the Blue Distance (das Alte Buch: oder Reise ins Blaue hinein, 1834).

Ludwig Tieck (Berlim, 31 de maio, 1773 — ibid., 28 de abril, 1853) foi um poeta, romancista, crítico, tradutor e editor alemão, fez parte do movimento do romantismo do final do século XVIII e inicio do XIX.

--------------------------------------------------------------------------

Tommaso Campanella  foi um filósofo renascentista italiano, poeta e teólogo dominicano.

Obra citada: Cidade do Sol [PDF]

-----------------------------------------------------------------------------

Nicholas Eymerich de Girona (1316-1399) - Teólogo da ordem dominicana e inquisidor catalão. Autor do famoso Directorium inquisitorum, também chamado de Manual do Inquisidor, é seu livro mais importante, o qual ele teria escrito por volta de 1376. O Directorium Inquisitorum definiu a bruxaria e descreveu os meios para descobrir as bruxas.

------------------------------------------------------------------------

Pomponius Mela - Geógrafo romano que viveu no Século I d.C. Contemporâneo da época do Imperador Claudio. É autor de um compêndio geográfico que se compõe de três volumes de título "De Chorographia", que escreveu nos anos 40 do século I O terceiro livro refere-se às terras da Hispânia, Gália, Germânia, chega até Ásia e analisa parte do continente africano



_____________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário